A fabricação de automotores e a metalurgia concentraram o crescimento industrial no Rio de Janeiro em 2017

A produção industrial no estado do Rio de Janeiro caiu 1,8% em agosto, com base em julho. O maior crescimento foi da industria de automotores com variação positiva de 63,8% e da industria de alimentos com variação positiva de 29,6% em relação ao mês anterior. Os destaques negativos ficaram por conta da indústria de fabricação de metal com queda de 20,5%; equipamentos e transporte com queda de 17,0%;  outros produtos químicos com queda de 16,7% e fabricação de derivados de petróleo com queda de 15,1% no mês, com relação a julho.
No acumulado do ano (janeiro a agosto), a indústria cresceu 1,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Os setores que mais cresceram foram a fabricação de automotores com evolução de 28,4%; e metalurgia com evolução de 22,6% no período. Já os setores que mais declinaram foram o de equipamentos e transporte com queda de 22,1% e o de impressão, reparo e gravações com 14,5% de queda no período.

Comentários

  1. Olhando de forma rápida, me parece que, realmente, o outro complexo que move a economia industrial de alta tecnologia, além do petróleo, do ERJ, é o complexo metal-mecânico ligado à indústria automotiva, já que a parte deste complexo que fornecia para a indústria naval e de equipamentos para a E&P de petróleo e gás está em recessão. O que acha, Alcimar?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

A atividade Agropecuária no Estado do Rio de Janeiro em 2011

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação