A dinâmica do emprego na região Norte Fluminense no período 2005 a 2015

Trabalho da aluna de Iniciação Científica da UENF Débora Couto que analisa a dinâmica estrutural e diferencial do emprego na região Norte Fluminense, será apresentada no Encontro Nacional de Engenharia de Produção (ENEGEP), em Joinville - SC.
Conforme a figura, o emprego nos setores Extrativa Mineral; Indústria de Transformação; Construção Civil; Comércio; Serviços e Administração Pública, cresceu mais fortemente do que no estado. O emprego no setor de Serviços de Utilidade Pública cresceu abaixo do estado, enquanto o emprego no setor agropecuário declinou 52,37% na região.
Em relação ao efeito estrutural (atividades dinâmicas no nível do estado em que o emprego cresce mais na região), sobressaem a indústria de transformação, o comércio e serviços.
Já em relação ao efeito diferencial (vantagens locacionais, onde o emprego nesses setores regionalmente cresce mais do que no estado), sobressaem os setores de indústria de transformação, comércio, serviços e administração pública.
Na análise por município, podemos observar, de forma mais robusta, vantagem competitiva especializada em Macaé (industria de transformação e serviços) e São João da Barra (administração pública e indústria de transformação). Claramente, as atividades de petróleo em Macaé, portuárias e governamentais em São João da Barra são acentuadas. Importante observar que essas atividades, apesar de alta capacidade geradora de emprego, tem baixo poder de fixação da riqueza localmente. Mais claramente, possibilitam fuga de riqueza para outras regiões.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

A atividade Agropecuária no Estado do Rio de Janeiro em 2011

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação