A fase de construção do porto do Açu e seus reflexos na economia local

Com o início da fase de operação do porto do Açu em 2014, foi verificado um forte crescimento do Valor Adicionado Fiscal em São João da Barra. O crescimento percentual chegou a 157,16% neste ano, em relação a 2013. Conforme já alertado anteriormente, essa nova fase não teria tanto impacto na geração de emprego, e foi o que aconteceu. O emprego cresceu somente 5,29% em 2014, com base em 2013.
Já em 2015 com a movimentação de navios a toda força, o valor adicionado cresceu 70,82% em relação a 2014, enquanto o emprego cresceu somente 0,32% no mesmo período.
Outro indicador que quebra as expectativas é o emprego no comércio. Em 2014 o crescimento do emprego no comércio foi de 10,3% em relação a 2013 enquanto que em 2015 o crescimento alcançou somente 6,4% em relação a 2014.
Considerando esse quadro, mais o complemento da fraca arrecadação de Imposto sobre Serviços (ISS) nessa mesma fase de construção do porto, podemos comprovar a nossa tese relacionada a frágil capacidade de absorção local da riqueza gerada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação

Dom Américo homenageado na ACL pelos cinquenta anos de vida artística