Lavoura Temporária na região Norte Fluminense em 2015

Apesar da extensão da área agricultável da região Norte Fluminense, comparativamente, ao estado do Rio de Janeiro, a remuneração média da lavoura temporária por hectare é baixa. Em 2015 a região ocupou uma área colhida equivalente a 79,29% do estado e obteve um valor médio por hectare equivalente a 45,48%.

O gráfico mostra o valor médio por hectare em reais para os nove municípios da região em 2014 e 2015, além da média da região. 
















Como podemos observar, o município de Campos dos Goytacazes, como o maior em extensão, é o que puxa a região para baixo. Apesar do crescimento nominal de 83,4% em 2015 com relação a 2014, a remuneração por hectare é muito baixa, quando comparada aos outros municípios da região. Contrariamente, São João da Barra tem a maior remuneração por hectare, chegando a 6,5 vezes a remuneração de Campos dos Goytacazes.
Vejam que é urgente um novo olhar para o setor na região Norte Fluminense. 
Os dados são do IBGE.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra