Eleições municipais: o caso emblemático de São João da Barra




















Início dos comícios, eleitores animados, candidatos otimistas em um clima pra lá de festivo. Pergunto! A população está preocupada com as propostas dos candidatos? A população sabe a verdadeira realidade econômica do município? Enfim, será que a minha preocupação tem sentido? Até que ponto pensar essas coisas tão complicadas e sérias, valem a pena? De qualquer forma, vou alertar mais uma vez. O quadro é dramático e existe forte possibilidade de aprofundamento do processo de INVOLUÇÃO econômica e social no município. Isso quer dizer que a falta de emprego tende a se agravar, os comerciantes terão muitas dificuldades e a pobreza vai aprofundar, deteriorando a função social.
O alerta está baseado nos indicadores que ninguém quer olhar. Vejam que as receitas orçamentárias estão se esfarinhando. As rendas petrolíferas seguem uma trajetória de declínio e não devemos ter esperanças, quanto a sua recuperação. As transferências de ICMS apresentam taxa de crescimento real declinante, segundo o gráfico acima, e a sua recuperação depende de ações internas, as quais não tenho nenhuma esperança que venham a ser estruturadas. 
As receitas internas, fundamentalmente ISS, avançaram nos últimos anos, porém de forma incompatível com os negócios desenvolvidos por conta dos investimentos nos setores de petróleo e infraestrutura portuário. O município carece de um corpo técnico capaz de entender os processos potencializadores de receitas próprias.
A população precisa ficar atenta, especialmente os empresários, que investem e geram emprego, pois se a política não avançar qualitativamente, o pouco que resta dos recursos orçamentários será dilapidado em um curto espaço de tempo e todos sofrerão. 
O cenário que se desenha não favorece nenhuma perspectiva otimista. LAMENTÁVEL!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como um discurso descuidado induz a erros grosseiros!

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra