Movimentação do emprego formal em 2015 no País, no Rio de Janeiro e na região Norte Fluminense

O ano de 2015 foi turbulento para o emprego formal. O país eliminou 1,6 milhão vagas de trabalho, sendo 606 mil vagas na indústria de transformação, 414 mil na construção civil, 313 mil no setor de serviços e 246 mil no comércio.

O estado do Rio de Janeiro eliminou 178,8 mil vagas de emprego no mesmo ano. A indústria de transformação foi responsável por 43,4 mil vagas,  a construção civil 39 mil vagas, o setor de serviço 66,2 e o comércio 25,4 mil vagas eliminadas neste ano.


Já a região Norte Fluminense, eliminou 5 mil vagas em dezembro e 16,9 mil vagas no ano. A região foi responsável por 9,5% dos empregos eliminados no estado durante o ano. Conforme pode ser observado na tabela acima, o município que liderou a eliminação de emprego na região foi Macaé com o saldo negativo de 11.349 vagas no ano. Campos, vem em seguida com 4.898 empregos eliminados no ano e São João da Barra com 568 empregos eliminados no mesmo período. 

Na avaliação setorial, o quadro se apresenta da seguinte maneira. Em Campos dos Goytacazes, a construção civil eliminou 1.519 empregos, a indústria de transformação eliminou 1.286 empregos, o comércio eliminou 912 empregos, o setor de serviços eliminou 613 empregos e a agropecuária eliminou 208 empregos no ano. 

Em Macaé, o setor de serviços eliminou 7.212 empregos, a construção civil eliminou 1.416 empregos, a indústria de transformação eliminou 1.380 empregos, o comércio eliminou 815 empregos e a indústria extrativa mineral eliminou 442 empregos no ano.

Em São João da Barra, a construção civil foi responsável pela eliminação de 298 empregos, o setor de serviços pela eliminação de 262 empregos e a indústria de transformação foi responsável pela eliminação de 39 empregos no ano.

Segundo estimativas do FMI, o ano de 2016 deve apresentar um quadro semelhante ao de 2015, o que tira a esperança de recuperação do emprego para este ano.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições