Grandes shows, fuga de riqueza e involução econômica.


A decisão do governo de São João da Barra de cancelar os shows de artistas renomados está correta. Esses eventos milionários levam o dinheiro da cidade e não deixam nenhum benefício. O gráfico acima comprava tal afirmativa. Vejam que no período entre 2011 a 2015, considerando, somente, os meses de janeiro, fevereiro e março, o município, ao contrário da expectativa de geração de emprego no comércio, mais desligou que admitiu, gerando saldos negativos de emprego. Na comparação com São Fidélis, município não produtor de petróleo, sem praia e sem porto, podemos observar a grande vantagem em relação a São João da Barra, já que os saldos foram positivos e bem superior no mesmo período. 
Os argumentos complementares sobre os benefícios gerados para os ambulantes, não são importantes. Uma economia sustentável precisa gerar trabalho produtivo no contexto da formalidade e de cadeias produtivas criadoras de emprego e renda. Qualquer outra situação precisa ser negada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como um discurso descuidado induz a erros grosseiros!

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra