Evolução do Valor Adicionado em 2014 na região Norte Fluminense


O valor Adicionado de 2014 no estado do Rio de Janeiro, reflete o fluxo de investimento desconcentrado da região metropolitana. O estado apresentou um crescimento real do valor adicionado de 3,21% em 2014, com base em 2013, enquanto o município do Rio de Janeiro registrou uma queda de -0,29% no mesmo período. O gráfico acima, apresenta os percentuais de evolução do valor adicionado em 2014, em termos reais, para os municípios da região Norte Fluminense. Com exceção de Carapebus e Macaé, que apresentaram queda real do valor adicionado, os outros municípios cresceram acima da taxa do estado. 
São João da Barra se destaca, em função dos investimentos no porto do Açu, enquanto São Francisco de Itabapoana e Campos dos Goytacazes evoluíram por conta das atividades internas. Os municípios de Conceição de Macabu, Cardoso Moreira e São Fidélis (não produtores de petróleo), apresentaram taxas superiores a Quissamã que é produtor de petróleo.
O município de Maricá, fora da região, apresentou uma taxa de crescimento real de 545,54% em 2014, com base em 2013. O município é produtor de petróleo, apresenta atividade de turismo bem estruturada, além de uma boa estrutura de investimento público.
Armação de Búzios e Cabo Frio, municípios produtores de petróleo e turísticos, apresentaram taxas robustas de crescimento de valor adicionado, ou seja, 43,62% e 27,87% em 2014 com base em 2013. Rio das Ostras cresceu somente 1,12%, uma taxa inferior a taxa do estado no mesmo ano. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como um discurso descuidado induz a erros grosseiros!

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra