Operações bancárias na região Norte Fluminense em junho de 2014

A movimentação financeira registrou resultado positivo em junho de 2014  para as operações de crédito e resultados negativos para as operações de depósito a vista do setor privado e depósitos a prazo, na região Norte Fluminense. Na comparação com junho de 2013, foi contabilizado um crescimento de 16,12% no saldo de operações de crédito, uma queda de 4,96% no saldo de depósitos a vista do setor privado e uma queda de 9,47% no saldo de depósitos a prazo. 
Campos dos Goytacazes apresentou um saldo de crédito de R$2,2 bilhões, seguido por Macaé com um saldo de R$1,8 bilhão. São Fidélis e São Francisco de Itabapoana contabilizaram saldo de crédito superior a São João da Barra.
Nas operações de depósito a vista do setor privado, Macaé lidera com um saldo de R$ 350,1 milhões, seguido por Campos com um saldo de R$213,0 milhões e São João da Barra com R$13,2 milhões.
Conforme podemos observar, a retração econômica nacional afetou também a região. Claramente, os polpudos investimentos em petróleo e infraestrutura portuária não foram suficientes para dinamizar o sistema financeiro regional. Fundamentalmente, a desaceleração nos depósitos a vista do setor privado em junho de 2014, com relação a junho de 2013, ratifica a existência de gargalos importantes na economia regional.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições