Por que o remédio econômico não faz efeito?

http://oglobo.globo.com/economia/metade-dos-principais-setores-da-industriatem-perdas-na-producao-desde-2008-13716481

A retração da industria de transformação brasileira no período posterior a crise internacional de 2008, reacende algumas questões importantes, as quais podem nos ajudar a entender a estrutura econômica do país e as possíveis alternativas para sua dinâmica. Nesse aspecto, talvez o elemento mais importante seja a percepção de que o sistema econômico é muito heterogêneo e, portanto, nem sempre vai responder as políticas macroeconômica clássicas. Há de se considerar que no contexto das empresas transnacionais, estado e globalização, realidades muitos diferentes, como os locais com governos próprios; empresas e seus residentes, apresentam padrão diferenciados de renda, capacidade de governança, exigências e inovação. Assim, penso que é um grave erro insistir na tese de um único modelo de desenvolvimento para um país tão diverso. A possibilidade da articulação de estratégias endógenas locais/regionais com o modelo macroeconômico clássico, pode representar uma excelente contribuição nessa discussão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições