Participação relativa do emprego formal em Campos e Macaé

Dados do Ministério do Trabalho (Caged) sobre a distribuição do emprego formal no Estado do Rio de Janeiro, mostram que enquanto Macaé aumenta a sua participação percentual no bolo do Estado, Campos perde participação. O gráfico apresenta o percentual de participação do número de empregos formais no período de 2004 a 2012 para esses municípios. Podemos observar que Campos apresentava um número de empregos equivalente a 2,27% do total do Estado em 2004, evoluindo para 2,71% em 2007. A partir desse ponto, foi verificado uma queda no ano seguinte para 2,38%, chegando ao nível mais baixo de 2% em 2009. Nos três anos seguintes a participação do município no emprego total do Estado se estabilizou em 2,14% em 2010, 2,12% em 2011 e 2,10% em 2012.
Já o município de Macaé, apresentou uma trajetória de crescimento de sua participação ao longo de todo o período. Em 2004, a participação do município era de 2,27%, aumentando gradativamente nos anos seguintes até alcançar 3,18% em 2012. 
Na avaliação sobre o crescimento anual, Macaé apresentou um crescimento médio de 10,65% no período de 2005  a 2012, enquanto Campos dos Goytacazes apresentou um crescimento médio de 3,7% no mesmo período. 
É importante observar nessa análise, a existência de uma base de negócios importante ligada a atividade de petróleo em Macaé e um processo de declínio acentuado da indústria sucroalcooleira em Campos dos Goytacazes. De qualquer forma, fica evidente que o avanço do emprego nesses municípios não é compatível aos investimentos públicos e privados direcionados para a região. Uma outra questão importante diz respeito a extrema necessidade de construção de numa base industrial em Campos dos Goytacazes, já que os setores de serviço e administração pública apresentam dificuldades para formar cadeias produtivas essenciais para a geração de emprego e renda em um padrão de maior sustentabilidade e maior valor adicionado.   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como um discurso descuidado induz a erros grosseiros!

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra