Operações bancárias em março na região Norte Fluminense

Os saldos das operações no setor bancário em março deste ano, na região Norte Fluminense, fortalecem aspectos da nossa tese sobre o  baixo aproveitamento das externalidades positivas nos municípios, relativas aos grandes investimentos em petróleo e infraestrutura portuária. Um indicador importante, em função da chegada de diversas empresas, seria os depósitos a vista no setor privado. Porém, o crescimento nominal na região de 11,67% em relação a março do ano passado, ano da crise do grupo EBX, confirma a nossa expectativa não tão otimista. Avaliando os principais municípios da região, identificamos um crescimento nominal de 6,11% em Campos dos Goytacazes, crescimento nominal de 16,48% em Macaé, queda do saldo de 6,32% em São João da Barra. O município de São Francisco de Itabapoana, fora da rota dos grandes investimentos, cresceu 37,35% do saldo de depósito a vista do setor privado em março deste ano, em relação a março do ano passado.

Outro indicador financeiro importante são as operações de crédito, já que tem o papel de fomentar investimentos produtivos. Olhando os saldos nos municípios da região,  chama atenção São João da Barra, sede do complexo portuário do Açu. Veja que o saldo correspondente a liberação de crédito em março no município atingiu R$88,4 milhões, valor inferior 39,9% ao saldo de R$147,2 milhões liberado em São Fidélis. Lembramos que esse município não é produtor de petróleo e nem tem investimentos em portos. Também São Francisco do Itabapoana, com a mesma condição de São Fidélis, contabilizou um saldo de crédito de R$105,3 milhões, saldo superior 19% ao de São João da Barra.


Afinal, um município contemplado com investimentos de R$ 5,8 bilhões somente nas obras do porto do Açu, além da condição de produtor de petróleo, como o caso de São João da Barra, obrigatoriamente tinha que apresentar resultados substancialmente diferentes. Neste caso, está cristalizada a ideia de fuga de riqueza para outras regiões.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra