FUNDECAM DEBATE A CONJUNTURA ECONOMIA REGIONAL


A versão atualizada do livro "A Economia Norte Fluminense: Análise da Conjuntura e perspectivas", que será lançada na oitava Bienal do Livro de Campos dos Goytacazes, a partir do dia 16 de maio, serviu como base para uma profunda reflexão sobre a economia regional junto ao Conselho do Fundecam, hoje, no auditório da Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes.
O encontro contou com a participação de representantes das principais secretarias do executivo. O professor Alcimar Chagas da UENF apresentou uma análise da conjuntura econômica nacional, estadual e regional, alertando para a necessária mudança de comportamento das lideranças regionais. Segundo o economista, existe uma clara  percepção de que o desenvolvimento torna-se um processo natural, do momento e que os investimentos exógenos nas atividade petrolífera e infraestrutura portuária mantém o seu fluxo. Esse fato tem levado a uma certa acomodação e tem acentuado discursos extremamente otimistas, concluiu.
Os indicadores apresentados pelo economista, não tão otimistas, motivou um amplo debate e fechou um consenso importante, ou seja,  é preciso agir endogenamente e não esperar pelas decisões que vem de fora. Esse comportamento pode não contribuir para uma transformação sustentável da região. 
Um fato de extrema importância, segundo o economista, é essa abertura dada pelo executivo campista para o debate técnico aberto. Isso não é tão comum. Considero uma inovação, já que o exercício da discussão técnica orienta para soluções importantes e todos ganham. 
Após as diversas intervenções dos participantes, o economista apresentou alguns pontos que podem facilitar a orientação de estratégias alternativas ao quadro presente, ou seja:
A ideia de pensar territorialmente, 
Agir endogenamente,  
A ação coletiva sobrepondo a ação individual,
Diagnosticar os recursos locais, 
Foco na oferta,
Garimpar potenciais empreendedores,
Aproximar o crédito e o conhecimento,
Qualificação da gestão pública, e
Fomentar a interação empresa x universidade x governo.

Conclusivamente, ficou a promessa de avançar com esse tipo de discussão para outras entidades não governamentais localizadas no município.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições