Emprego na região Norte Fluminense em janeiro de 2014

A região Norte Fluminense, base da estrutura petrolífera brasileira e sede dos investimentos do porto do Açu, destruiu 999 empregos em janeiro de 2014. Campos dos Goytacazes com um saldo negativo de 432 e Macaé com saldo negativo de 556 empregos, lideraram o processo. Em Campos somente a Construção civil apresentou resultado positivo de 191 empregos no mês. A industria teve saldo negativo de 43, o saldo no comércio foi negativo em 424, o setor de serviço teve um saldo negativo de 139 empregos. Em Macaé o fato se repetiu. A construção civil gerou um saldo positivo de 242 empregos, enquanto os outros setores destruíram emprego no mês. Menos 84 na indústria, menos 232 no comércio, menos 432 no setor de serviços.
Conforme a tabela acima, oito dos nove municípios geraram saldos negativos de emprego no mês, ou seja, mais desligamentos do que admissão. São João da Barra, município sede do porto do Açu, com grande aporte de investimentos, gerou um saldo de 31 empregos. Foram 3 na indústria de transformação, 1 na construção civil, 6 no comércio, 39 no setor de serviços e destruição de 18 no setor agropecuária. 
Parece que esses indicadores contrariam o discurso corrente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições