Postagens

Mostrando postagens de 2014

FELIZ 2015!!

Imagem
Desejamos a todos um Feliz Ano Novo, com saúde e muitas realizações. Abraços!!!

Os principais centros leiteiros do estado do Rio de Janeiro

Imagem
Os principais centros leiteiros do estado do Rio de Janeiro tem a liderança de Valença, com 37,3 milhões de litros de leite em 2013, seguido por Campos dos Goytacazes com 34,1 milhões e, bem próximos, Itaperuna, São Francisco de Itabapoana, Resende e Barra Mansa, com, aproximadamente, 30,0 milhões de litros de leite no mesmo ano. Avaliando a evolução do período 2011 a 2013, a liderança é de São Francisco de Itabapoana que cresceu 87,95% a produção leiteira, seguido por Resende com 50% e Campos dos Goytacazes com 49,73%. Confirma-se com esse quadro a importância da atividade leiteira da região Norte Fluminense no contexto do estado.  Veja ainda que quase 50% da produção leiteira do estado está concentrada somente em dez municípios.

Avança a participação da pecuária leiteira da região Norte Fluminense na produção do estado em 2013

Imagem
A produção leiteira na região Norte Fluminense avançou em 2013, segundo dados do IBGE. A tabela apresenta a produção em mil litros para os municípios da região e estado. Podemos verificar que em 2011 a região tinha uma participação percentual de 12,94% em relação a produção do estado. Este percentual sobe para 17,54% em 2012 e para 18,68% em 2013. Em termos relativo, vemos que os municípios que mais contribuíram nesse feito foram Cardoso Moreira com um crescimento de 271,82% no período 2013/2011, seguido por São Francisco de Itabapoana com crescimento de 87,94%, Carapebus com crescimento de 59,91%, Campos dos Goytacazes com crescimento de 49,73%, Quissamã com crescimento de 45,25%, São Fidélis com crescimento de 44,62%, Conceição de Macabu com crescimento de 42,84%, São João da Barra com crescimento de 23,39% e Macaé com crescimento de 15,7% no mesmo período. A média de crescimento da região foi 64,47%, enquanto que a média de crescimento do estado foi 13,93%, portanto a região teve u…

"Fazendo cortesia com o chapéu dos outros!"

No centro do forte desequilíbrio das contas públicas do governo federal, onde a margem para reduzir despesas de forma direta é pequena, segundo a sua orientação política, surge a estratégia de transferir o ônus relativo aos benefícios do FAT e da Previdência (abono salarial, seguro desemprego, seguro defeso, auxilio doença e pensões), para quem, efetivamente, gera os recursos dos devidos programas, ou seja, tralhadores e empregadores. Isso quer dizer: o governo vai poupar 18 bilhões por ano para continuar gastando mal o orçamento. http://oglobo.globo.com/economia/negocios/entenda-as-mudancas-nas-regras-para-concessao-de-beneficios-do-fat-da-previdencia-14932280

O retrato da agricultura temporária e permanente da região Norte Fluminense

Imagem
A área colhida nas atividades temporária e permanente da agricultura, na região Norte Fluminense, somou 109.028 hectares em 2013. Comparativamente ao ano de 2012, foi verificado uma queda de 5,35%. A queda da área colhida na atividade temporária foi de -5,1%, puxada por São João da Barra com retração de -81,4% (basicamente cana-de-açúcar); Cardoso Moreira com -31,1% (cana-de-açúcar); São Fidélis com -28,6% (cana de açúcar, feijão arroz e mandioca) e Macaé com -27,2% (milho, feijão e arroz). A queda da área colhida na lavoura permanente foi de 10,5%, puxada por São Fidélis com retração de -44,1% (banana e manga); Campos dos Goytacazes com -35,0% (banana, coco-da baia e café) e São Francisco de Itabapoana com -20,4% (coco-da-baia e laranja). Exemplos positivos de avanço na área colhida de lavoura temporária são creditados a São Francisco de Itabapoana, com crescimento de 15,8%, puxado pelo cultivo de cana-de-açúcar e Conceição de Macabu, com crescimento da área colhida de 7%, puxado pela …

Retrospectiva Econômica 2014

Imagem
Uma análise da economia regional Publicado em 27/12/2014O Diário
Paulo Renato Pinto Porto

Assim com o Brasil permanece com sua economia atrelada ao dólar, o Norte Fluminense tem igualmente sua realidade mantida "na dependência de grandes empreendimentos e investimentos salvacionistas" para ser a solução dos nossos problemas. A interpretação é do economista Alcimar Chagas Ribeiro, da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), que defende a criação de um projeto de integração em busca de novos paradigmas de desenvolvimento regional, que reduza a dependência dos royalties do petróleo e de investimentos externos, a partir da articulação coordenada entre o setor público, a universidade e a iniciativa privada. Nesta entrevista ao jornal O Diário, o economista traça um panorama em 2014 e projeta suas análises e expectativas para o próximo ano, que sinaliza bons indícios com a reação da economia dos Estados Unidos.

O Diário (OD) - A cada ano, as expectativas se renovam ou se…

Agricultura temporária na região Norte Fluminense em 2013

Imagem
A área colhida de lavoura temporária na região Norte Fluminense encolheu 4,91% em 2013, com base em 2012, segundo o IBGE. Entre os nove municípios, São João da Barra apresentou a maior queda de 81,4%. A área de cana-de-açúcar despencou de 2.600 hectares em 2012 para 200 hectares em 2013. Cardoso Moreira reduziu 31,1%, São Fidélis reduziu 28,6%, Carapebus reduziu 19,3% e Campos reduziu 9,8% a área colhida em 2013. O avanço na área colhida ficou por conta de São Francisco de Itabapoana com 15,8% de crescimento, Conceição de Macabu com 7% de crescimento,  e Quissamã com 2,7% de crescimento em 2013. O gráfico apresenta a distribuição percentual da área colhida no mesmo ano. Do total de 103.792 hectares colhidos na região em 2013, Campos dos Goytacazes apresenta uma participação de 53,01%; São Francisco de Itabapoana 29,68%; Quissamã 13,18%; Cardos Moreira 2,66% e os outros municípios menos de 1%. Vale a pena lembrar que São João da Barra passou por um processo de desapropriação de terras na…

Análise da conjuntura e perspectivas: do global para o local

O quadro de distribuição da taxa de crescimento econômico no mundo confirma uma importante desaceleração da economia global, com algumas mudanças que merecem ser observadas. A recuperação econômica nos Estados Unidos é um fato relevante, já que a taxa de crescimento anual esperada é de 2,7% neste ano. Esse crescimento, entretanto, remete a preocupações relativas a valorização do dólar frente as outras moedas. Neste caso,  os países com dívidas em dólar e com certa dependência de importações, como conteúdo para a indústria local, apresentarão dificuldades no próximo ano. 
A economia da Europa segue com dificuldades e os resultados são bastante frágeis. A Alemanha, economia mais pujante da região, deverá crescer 1,2%, enquanto a França deverá crescer somente 0,4% neste ano, sem grandes variações para o ano seguinte.
Já os "BRICS" concentram preocupações nas economias do Brasil, que deverá ter uma taxa próxima de zero, ou mesmo recessão, e na Rússia, que deverá crescer 0,7%, ou…

Perspectiva da economia mundial

Aos amigos do Blog Economia Norte Fluminense!

Imagem
Desejo a todos os amigos leitores, um FELIZ NATAL e um ANO NOVO com saúde e muitas felicidades. Grande abraço!

Muitos recursos financeiros e baixo padrão de eficiência na gestão

Investimento externo cresce, mas não anima PIB

Imagem
19/12/2014 às 05h00 Valor Econômico
Na contramão do que aconteceu com os aportes feitos na economia local, que caíram 7,4% nos primeiros nove meses do ano, os investimentos externos diretos (IED) cresceram 5,6% em 2014, revertendo a ligeira queda vista no ano passado. Entre janeiro e setembro, o Brasil recebeu US$ 46,2 bilhões em capital produtivo do exterior - em doze meses, o valor já é de US$ 66,5 bilhões, mais do que em 2013 (US$ 64 bilhões), segundo dados do Banco Central. Isso, no entanto não parece estar sendo tão relevante para injetar ânimo na economia brasileira, que está estagnada. Especialistas ouvidos pelo Valor cogitam alguns motivos para a diferença de ânimo entre investidores locais e estrangeiros e para o impacto modesto do IED. A visão de mais longo prazo e a necessidade dos estrangeiros de manter raízes no mercado brasileiro pode explicar em parte a sustentação dos valores em níveis altos. Os economistas ainda observam que parte significativa do IED destinado ao Brasil…

Emprego Formal em novembro na região Norte Fluminense

Imagem
O saldo de emprego emprego em novembro melhorou no estado do Rio de Janeiro e no País. Foram gerados 14.051 novos empregos no estado e 8.381 no País. No acumulado de janeiro a novembro, foram gerados 55.882 empregos no estado e 708.222 empregos no País. Na região Norte Fluminense o quadro foi basicamente o mesmo do mês passado. Foram eliminados 1.856 empregos em novembro e 1.880 empregos em outubro. Campos apresentou a maior contribuição negativas, ou seja, eliminou 1033 vagas de emprego, seguido por Macaé com eliminação de 656 empregos e São João da Barra com a eliminação de 174 empregos. No saldo acumulado janeiro a novembro, Campos gerou 1.169 novas vagas, Macaé gerou 753 e São João da Barra eliminou 359 vagas de emprego neste ano. O emprego em Campos ficou assim distribuído: 417 vagas no setor de serviços, 320 vagas no comércio, 205 vagas na agropecuária e 134 na construção civil.   Macaé apresentou a seguinte distribuição: 717 vagas no setor de serviços, 241 vagas na industria de tr…

% dos municípios por região do Rio de Janeiro que aumentaram o IPM-ICMS

Imagem
A avaliação sobre os municípios, por região, que mantiveram e ou cresceram a sua participação no Índice de partilha do ICMS (IPM-ICMS) para o ano de 2015, cuja base é a movimentação econômica de 2013, mostra fatos intrigantes. Uma primeira questão, sobre a desconcentração econômica da região metropolitana para o interior, precisa ser melhor investigada. Observa-se que o volume de investimento realmente tem aumentado no interior, fundamentalmente, em função dos projetos de infraestrutura portuária e petróleo, porém, parece ser verdade que parcela substancial da riqueza gerada não permanece na origem de sua geração. Essa percepção da fuga de riqueza já tinha sido observado pelo indicador de emprego no comércio, saldo de depósito a vista do setor privado e saldo de operações de crédito.
Olhando agora o IPM-ICMS, cuja base é o valor adicionado em cada município, identificamos uma situação extremamente difícil em alguns municípios, com papel central nos investimentos estruturantes. A começa…

Veja como a desaceleração econômica da China tem reflexos por aqui!

12/12/2014 às 16h16 Minério de ferro cai a US$ 68,70 a tonelada, menor cotação 
desde 2009
SÃO PAULO  -   O minério de ferro caiu hoje pelo sexto dia seguido e acumulou desvalorização de 3% na semana, negociado a US$ 68,70 por tonelada no mercado à vista da China, para um teor de 62% de ferro. O patamar é o mais baixo desde junho de 2009. 
Em dezembro, o preço médio está em US$ 69,3 por tonelada, pouco mais da metade da média de US$ 136 por tonelada em dezembro do ano passado. Preocupações com excesso de oferta, desaceleração da demanda chinesa por aço e com restrições de crédito na China estão mantendo a cotação em baixa. A China é responsável por aproximadamente dois terços das importações globais da matéria-prima. Entre as movimentações do setor hoje, a Vale negociou minério com teor de 65,5% de ferro com um adicional de US$ 14,8 por tonelada, segundo o Standard Bank. "Difícil a situação de exportadores de commodities, leia-se Brasil!"



Uma bela experiência sobre aproveitamento dos recursos locais

Imagem
13/12/2014 07h08 - Atualizado em 13/12/2014 07h08
Iniciativa do chef Alex Atala valoriza o produto e osprodutores nacionaisInstituto Atá tem como objetivo transformar a cultura local de quem produz

http://redeglobo.globo.com/como-sera/noticia/2014/12/iniciativa-do-chef-alex-atala-valoriza-o-produto-e-os-produtores-nacionais.html imprimir O Instituto Atá é espécie de intermediário entre a cozinha do chef Alex Atala e os pequenos produtores rurais espalhados pelo país. Tem como objetivo desenvolver a produção e o local (Foto: Reprodução) O arroz e o feijão são duas paixões do brasileiro. E paixão, também, de um dos maiores chefs da alta gastronomia do país: Alex Atala. – O arroz e o feijão têm um lugar especial na minha via. Não só pelo lado afetivo, mas pela briga, por essa busca do ingrediente brasileiro, do sabor brasileiro, a característica, a cultura que a cozinha externa. Depois de anos na Europa, Alex se deu conta de que, quem viaja para um país quer provar sua comida. Assim, o chef …

Reunião da Ompetro discute cenário econômico para 2015 em Campos

Uma previsão orçamentária sombria em 2015 para a região Norte Fluminense

Imagem
O índice de participação no ICMS, formado pelo Valor Adicionado Fiscal, anualmente, é a base da arrecadação do mesmo imposto que "irriga" o caixa dos municípios no Estado do Rio de Janeiro. Na região Norte Fluminense, a situação é bastante delicada. A expectativa de arrecadação para 2015 apresenta um declínio importante. Campos tem uma redução no índice de 12,32%, em relação a 2014; Carapebus tem redução de 17,52%; Cardoso Moreiras tem redução de 1,65%; Conceição de Macabu tem redução de 1,59%; Macaé tem crescimento de 3,66%; Quissamã tem redução de 12,44%; São Fidélis tem crescimento de 0,64%; São Francisco de Itabapoana tem redução de 8,17 e São João da Barra tem redução de 6,98%. O gráfico apresenta os indicadores relativos aos anos de 2013;2014 e 2015, onde se percebe uma clara perda de participação dos municípios da região, com exceção de Macaé. Soma-se a perda arrecadação no ICMS a pera de receitas de royalties de petróleo e participações especiais, em função da desacele…

Palestra debate a crise internacional do petróleo e seus reflexos nos municípios produtores

Imagem
Durante reunião da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (OMPETRO), hoje no auditório da Prefeitura de Campos dos Goytacazes, tive o prazer de falar sobre a conjuntura econômica nacional e seus reflexos nas regiões fluminenses produtoras de petróleo. A temática relacionada ao impacto da queda do preço do barril de petróleo no mercado internacional e seus impactos nos orçamentos das regiões produtoras de petróleo, se constituiu ponto de grande interesse e preocupação com curto e médio prazo. A discussão sobre alternativas locais também atraiu a atenção de todos os participantes. Os prefeitos dos principais municípios da região Norte Fluminense, Rosinha Garotinho de Campos e Dr. Aluízio Junior de Macaé, estavam presentes, assim como, representantes dos diversos municípios produtores de petróleo do Estado do Rio de Janeiro. Particularmente entendo que eventos dessa natureza, onde abre-se espaço para discussões de cunho técnico, só fortalece a sociedade, já que possibilita refl…

Execução orçamentária em São João da Barra no período de janeiro a outubro de 2014

Imagem
A execução orçamentária em São João da Barra apresentou um superávit de6,91%, representado por R$341,3 milhões de  receitas orçamentárias e R$319,6 milhões de despesas orçamentárias. As receitas correntes realizadas somaram R$341,0 milhões, sendo R$60,9 milhões de receitas tributárias e R$261,8 milhões de transferências constitucionais. Chama atenção a realização das receitas tributárias em 252,4% do valor previsto. As receitas de imposto sobre serviços relativas as operações realizadas no porto do Açu, potencializaram as receitas tributárias neste ano.
No grupo da despesas, as correntes liquidadas somaram R$316,1 milhões no período, sendo R$152,4 correspondentes a pessoal e encargos e R$2,0 milhões de investimento.
Na avaliação relativa com as receitas correntes, as receitas tributárias representaram 17,85%; as despesas com pessoal liquidadas representaram 44,69% (limite de alerta da lei de responsabilidade fiscal) e o investimento liquidado representou somente 0,6% das receitas corren…

Revista de Extensão da UENF: estendendo conhecimento para o bem estar social

Imagem
Campos dos Goytacazes (RJ), segunda, 08 de dezembro de 2014 – Nº 3.282 Primeira edição da Revista de Extensão já está no ar A  primeira edição da Revista de Extensão da UENF, “Estendendo conhecimento para o bem-estar social” foi lançada e já pode ser acessada através do siterevextuenf.com. A publicação online conta com seis artigos neste primeiro número, cujos temas são: Produção da Vassoura Amiga da NaturezaEntendendo as Plantas da Família Orchidaceae, Gastão Machado: Vida, Obra e Acervo,Construindo Capital Social a Partir da Disseminação da História LocalSe a Sua Velhice for Dependente, e Uma Nova Leitura do Espaço Urbano de Campos dos Goytacazes através do Olhar da Criança. Além deles, há também dois relatos de experiência — Introdução à Vida Acadêmica e A Trajetória Recente dos Catadores de Recicláveis do Lixão da CODIN em Campos dos Goytacazes.
A publicação também é aberta para textos de profissionais e acadêmicos de outras instituições. Para submeter, é preciso que o artigo…

Execução orçamentária no período de janeiro a outubro em Campos dos Goytacazes

Imagem
A execução orçamentária em Campos dos Goytacazes, no período de janeiro a outubro de 2014, apresentou um déficit orçamentário de R$8,5 milhões ou 0,42%. As receitas correntes realizadas somaram R$2,0 bilhões no período analisado e 82,1% da previsão. As transferências correntes realizadas somaram R$1,6 bilhão, correspondentes a 79,58% do valor previsto. Existem indícios sobre uma previsão superdimensionada, talvez por não considerar a expectativa de crise conjuntural no país e, sobretudo, a queda do índice de participação no ICMS do município para 2014, com base no índice de 2013.  Na avaliação relativa sobre as receitas correntes realizadas, observa-se que as receitas tributárias apresentaram uma participação de 9,58%; as despesas com pessoal e encargos representaram 37,14% e o investimento 16,15%. Esses parâmetros estão de acordo com o padrão de eficiência da execução orçamentária.

Divulgação - ASCOM da Câmara Municipal de São João da Barra

Imagem
Sanjoanenses prestigiam lançamento de cartilha na Câmara Escrito por Imprensa em 04 Dezembro 2014. Publicado em Notícias A Câmara lançou nesta quinta-feira (4), a cartilha “Conhecendo a História de São João da Barra”, elaborada pelos alunos Débora Longue, Chrisson Monteiro e o animador cultural, Francisco de Assis Moreira, da Escola Estadual Dr. Newton Alves, de Atafona. A cartilha será doada a professores e diretores de escolas públicas e privadas do município. E também está disponível no site da Câmara, no link “publicações”.
Resultado do projeto "Resgate e Disseminação da História de São João da Barra: uma estratégia para a mudança sociocultural e econômica", a publicação foi coordenada pelo professor Alcimar das Chagas Ribeiro, no âmbito do Projeto de Extensão da Uenf.
Prestigiaram o evento: os alunos participantes do projeto, o tenente da Capitania dos Portos de SJB, Misael Belarmino; o ex-vereador e presidente da Câmara, Gerson da Silva Crispim (Gersinho); a secretária …

O futuro do petróleo!

Cocô de porco gera energia

Imagem
Tecnologia desenvolvida na Uenf pode ampliar suinocultura no estado e criar empregosEDUARDO FERREIRA Rio - Além de fornecer uma carne saborosa, o porco agora pode ser aliado na criação de energia. Por incrível que pareça, as fezes do animal têm esse “poder”. Esta foi a descoberta de pesquisadores da Uenf (Universidade Estadual do Norte Fluminense), que promete melhorar a vida dos produtores rurais da região. Um biodigestor foi criado para gerar energia elétrica a partir da degradação de dejetos suínos. Ontem, o equipamento, com 300 metros cúbicos, foi inaugurado em Campos dos Goytacazes, no assentamento Josué de Castro, em Seis Marias, no distrito de Morro do Coco.
“O projeto busca a sustentabilidade energética e vai gerar emprego e renda na comunidade, além de trazer uma melhoria de vida muito grande para as famílias assentadas, através de inserção nas atividades ligadas ao agronegócio, transformando terras improdutivas em produtivas”, afirmou o coordenador do projeto, professor Pau…

Uma leitura contábil sobre a execução orçamentária em Campos

A minha percepção sobre a prática do discurso sem fundamento técnico na região Norte Fluminense, se confirma nas recentes notícias sobre a execução orçamentária em Campos dos Goytacazes. Afirmo entretanto, que a avaliação presente se baseia nos dados na contabilidade do município, depositados na Secretaria do Tesouro Nacional, e  a leitura é estritamente quantitativa. 
Visando facilitar um melhor entendimento, apresento a seguir, a tabela contendo os valores, em milhões de reais, das receitas orçamentárias realizadas, das despesas orçamentárias liquidadas e do saldo orçamentário para os anos de 2009 a 2014.
Execução Orçamentária em Campos dos Goytacazes no período de 2009 a 2014 Ano Receitas realizadas Despesas Liquidadas Resultado Orçamentário 2009 1.424 1.098 326 2010 1.867 1.877 -10 2011 2.044 1.952 92 2012 2.404 2.200 204 2013 2.362 2.296 66