Perfil do emprego em novembro na região Norte Fluminense

O emprego formal desacelerou no País. Foram criadas 47,4 mil novas vagas em novembro, contra 94,8 mil vagas em outubro. No acumulado de janeiro a novembro, foram criadas 1,18 milhão de vagas formais no Brasil. O Estado do Rio de janeiro, acelerou o emprego em novembro. Gerou 16,9 mil novas vagas contra 6,6 mil vagas em outubro. No acumulado de janeiro a novembro, o saldo no Estado foi 75,4 mil empregos.
Na região Norte Fluminense foi verificada uma forte desaceleração. Enquanto em outubro foram geradas 595 novas vagas de emprego, no mês de novembro foram eliminadas 877 vagas. O setor sucroalcooleiro em Campos dos Goytacazes teve um papel importante, com a destruição de 989 empregos no setor no mês.
O saldo acumulado de emprego no período de janeiro a novembro, no município, somou 4.621 vagas, com a liderança do setor de serviços com 1.407 vagas criadas no ano, seguido pelo setor agropecuário com 1.392 vagas criadas. A construção civil gerou 647 vagas e a indústria de transformação 620 vagas. Apesar do recuo em novembro, o município apresentou uma boa distribuição do emprego no acumulado, fato que repercutiu na boa performance no comércio, que gerou 395 novas vagas no período.
Macaé também desacelerou em novembro e manteve um resultado acumulado abaixo de de Campos, com um saldo de 4.202 vagas de emprego. Diferente de Campos, a distribuição do emprego por setor não é boa. A concentração está na construção civil com 6.193 vagas criadas. A indústria de transformação tem saldo negativo de 1.933 vagas destruídas e o comércio apresenta um resultado negativo de 383 vagas eliminadas. O setor de serviços gerou 582 vagas e agropecuária gerou 13 empregos no ano.
São João da Barra apresenta um quadro de recuperação do emprego depois do pico da forte crise em agosto. O saldo acumulado continua negativo em 920 vagas destruídas no ano, sendo 787 na construção civil, 161 na industria de transformação e 11 no setor de serviços. O emprego no comércio apresentou um saldo positivo de 52 novas vagas criadas no ano. Mesmo positivo, o saldo é menor do que o saldo criado em São Fidélis de 69 vagas no comércio este ano. Este município apresentou um saldo de 209 novos empregos, bem distribuídos  entre os setores: foram 32 vagas na indústria de transformação, 6 vagas na construção civil, 69 vagas no comércio, 70 vagas em serviços e 24 vagas na agropecuário.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como um discurso descuidado induz a erros grosseiros!

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra