Saldo das operações bancárias em fevereiro na região Norte Fluminense

Os saldos das operações bancárias de crédito, depósito a vista e depósito a prazo na região Norte Fluminense, são apresentados na tabela. Campos contabilizou R$1,8 bilhão de crédito e Macaé contabilizou R$1,4 bilhão. Nas operações com depósito a vista privado, Macaé contabilizou R$304,5 milhões, seguido por Campos dos Goytacazes com R$247,5 milhões. Na conta de depósitos a prazo, Campos contabilizou R$1,0 bilhão, seguindo por Macaé com um saldo de R$802,9 milhões. 
De acordo com o conceito de preferência pela liquidez bancária, que diz respeito a disposição dos bancos em disponibilizar crédito localmente, observa-se um bom comportamento dos municípios da região, com exceção de São João da Barra e Cardoso Moreira. A medida de preferência pela liquidez bancária se dá pela divisão dos depósitos a vista pelo crédito, e quanto maior for esse coeficiente, pior é a situação do município em termos de crédito. Nesse caso, o sistema bancário tem um baixo padrão de confiança no sistema econômico, preferindo aplicar os recurso fora do município. Por esta análise, destaca-se São Fidélis com coeficiente 0,09; Campos com 0,14; São Francisco de Itabapoana 0,15; Conceição de Macabu 0,16; Quissamã 0,18; Carapebus 0,19; Macaé 0,22; São João da Barra 0,30 e Cardoso Moreira 1,91. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como um discurso descuidado induz a erros grosseiros!

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra