Indice de Participação no ICMS na região Norte Fluminense

Os índices de participação no ICMS dos municípios da região Norte Fluminense, são apresentados na tabela. Macaé tem o maior índice; 4,962 em 2013, porém segue uma trajetória de declínio, apesar de sede da atividade petrolífera do país. Campos dos Goytacazes tem o segundo índice, 4,400 refletido em uma trajetória de crescimento desde 2010.
Quissamã ocupa o terceiro lugar com um índice 1,457 também refletido em uma trajetória de crescimento. São João da Barra e Carapebus apresentam o mesmo índice de 0,489 em 2013, porém Carapebus segue uma trajetória de crescimento desde 2010, enquanto São João da Barra declínou o seu índice em 2012, voltando a cresceu em 2013. Para esse município, observa-se que os investimentos no porto do Açu parece não ter influência na economia local, principalmente quando comparado com Carapebus.
Uma situação ainda mais complicada para São João da Barra é a posição de São Francisco de Itabapona. O município alcançou  0,547 de  participação no ICMS, com crescimento de 2,82% em relação ao índice de 2012, enquanto São João da Barra, com um índice inferior, cresceu somente 2,52% no mesmo período. É importante observar que São Francisco de Itabapona não é produtor de petróleo e não recebeu investimentos privados como São João da Barra. Os outros municípios estão estáticos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como um discurso descuidado induz a erros grosseiros!

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra