Destruição de emprego em janeiro de 2013 na região Norte Fluminense

A região Norte Fluminense, assim como o Estado do Rio de Janeiro, experimentaram uma forte queda no nível de emprego em janeiro de 2013. Foram 24.650 vagas de emprego destruidas no Estado e 1.725 vagas na região. "Destruição significa saldo negativo entre admissões e desligamentos". Esses resultados foram muito inferior aos resultados de janeiro de 2012, quando o Estado registrou uma saldo negativo de 594 empregos e a região um saldo positivo de 804 empregos no mesmo mês.
Na região Norte Fluminense, o município de Campos dos Goytacazes contabilizou um saldo negativo de 272 empregos, cuja concentração se deu no comércio com destruição de 210 vagas de emprego. Os setores de indústria de transformação, construção civil e agropecuário, apresentaram saldos de emprego negativos de 39; 39 e 54 sucessivamente. O setor de serviços criou 54 novas vagas em janeiro.
Em macaé, o saldo negativo atingiu 1.250 vagas de emprego no mês. O setor que mais contribuiu negativamente foi a indústria de transformação com a destruição de 959 vagas. A construção civil gerou 490 vagas, o comércio destruiu 227 vagas e o setor de serviços destruiu 532 vagas no mês.
O município de São João da Barra também apresentou um saldo negativo de 214 empregos, cuja concentração se deu no setor de construção civil que destruiu 221 vagas de emprego. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra