O retrato do emprego em 2012 na região Norte Fluminense

A região Norte Fluminense, assim como o Estado do Rio de Janeiro fechou o ano de 2012 com desaceleração no saldo de emprego formal. O Rio de Janeiro gerou 148.797 novos empregos em 2012, número menor 27,08% em relação aos 204.057 empregos gerados em 2011.
A região norte Fluminense, por sua vez, gerou 9.107 empregos em 2012, ou 6,12% do Estado, cujo saldo foi menor 48,37% do saldo gerado em 2011. O Brasil gerou 1,3 milhão de emprego em 2012, cujo número superou em 3,43% o saldo de 2011. Como verificado, a situação da região é inferior apesar dos pesados investimentos infraestruturais.
Na região, Macaé liderou a geração de emprego formal com um saldo de 6.262 em 2012, distribuidos em 43,8% na construção civil; 35,58%  na atividade de serviços; 8,54% no comércio e 5,25% na indústria de transformação.
Campos dos Goytacazes, gerou um saldo de 1.288 novos empregos, cuja concentração se deu no setor de serviços com a geração de 1.995 empregos. o Comércio gerou 475 vagas, a indústria de transformação gerou 475 vagas, a construção civil destruiu 1.452 vagas e agropecuária destruiu 171 vagas.
São João da Barra gerou 855 novos empregos, concentrados na construção civil por conta do porto do Açu. Entretanto, esse saldo foi menor 20,47% do saldo de 2011.
São Francisco do Itabapoana gerou 332 empregos no ano, concentrados na agropecuária, 238 novas vagas, 59 empregos no setor de serviços e 40 novas vagas no comércio.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições