A atividade Pecuária na região Norte Fluminense


A atividade pecuária na região Norte Fluminense apresentou um quadro de estabilidade nos últimos anos. O estoque bovino cresceu 1,28% em 2011 em relação ao ano de 2008, com destaque para São João da Barra que cresceu 38,87% no mesmo período, apesar de contabilizar o menor rebanho na região, e São Fidélis que cresceu 10,14% no mesmo período analisado.
Desse total de cabeças, somente 13,66% corresponde o quantitativo de vacas ordenhadas, atividade que cresceu 3,65% no mesmo período. O destaque na evolução de vacas ordenhadas é de São Francisco de Itabapoana que registrou um crescimento de 58,56% em 2011 com base em 2008 e São João da Barra com um crescimento de 37,71%, apesar da última posição nessa atividade. Como resultado negativo, chama atenção a redução de 33,94% do plantel de vacas ordenhadas em Macaé.
Na produção leiteira, foi verificada uma melhor evolução em função da valorização dos preços praticados. Contabilizou-se um crescimento de nominal de 17,29% em 2011 com base o ano de 2008. Em Campos o crescimento foi de 28,29%, em Quissamã o crescimento foi de 30,06%, em São João da Barra 313,64%, em São Francisco de Itabapona 299,12%, em Carapebus 70,18% no mesmo período analisado. Os destaques negativos aqui ficaram com Cardoso Moreira com uma queda de 47,5% e São Fidélis com uma queda de 31,91% no valor da produção leiteira em 2011 com base em 2008.


Comentários

  1. Aparentemente há um engano em relação a produção leiteira de São Fidélis pois o número de vacas ordenhadas ficou estável ao longo dos anos e a arrecadação com o leite produzido cai dramaticamente no último ano. Será que não houve uma troca entre a arrecadação com o leite entre as cidades de São Fidélis e São Francisco do Itabapoana?
    Qual foi o banco de dados do IBGE utilizado?

    ResponderExcluir
  2. Marcos, olhei novamente os dados e os números são esses mesmos. Existe até um crescimento no plantel de vagas ordenhadas em 2011 com relação a 2008, entretanto o valor da produção do leite caiu fortemente no mesmo período. É um caso que merece aprofundar. Declínio da produtividade? Transformação do leite em outros produtos?
    Fico grato pela sua colaboração. A fonte é o IBGE. Abraços

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições