O Dilema: Renda do Petróleo X Investimento Público

Uma contradição oriunda das rendas do petróleo pode ser verificada no presente gráfico. Observem que as transferências de royalties e participações especiais para São João da Barra, município produtor de petróleo, seguem uma trajetória ascendente, enquanto que os gastos em investimento segue uma trajetória declinante. Considerando 2008 como base, as rendas de petróleo registraram um crescimento nominal de 66,19% em 2011, enquanto que os gastos em investimento declinaram 81,21% no mesmo período. Como a receita de petróleo é finita e a cidade vive a expectativa de forte aumento populacional por conta do investimento do porto do Açu, dificilmente o município fugirá das armadilhas próprias desse tipo de evento, ou seja, aprofundamento da miséria e formação do processo de favelização das camadas que não conseguirão se inserir nesse novo momento de crescimento econômico exógeno. 


Comentários

  1. Fico impressionado com esses gráficos, e a pergunta que me consome é em relação a aplicação desse dinheiro, pois certamente não está guardados nos cofres públicos, se não estão, onde vão parar tantos e volumosos recursos que deveriam ser PÚBLICOS?! Não é possível que não haja uma maneira dos órgãos de controle darem essa resposta, é inadmissível, pois nem precisaríamos desses gráficos para constatar tal acontecimento, é só andar pela cidade que não vemos nada que justifique tantos recursos, e não falo só em obras, mas em serviços mesmo, a receita própria vem aumentando também e não vemos para onde esse dinheiro vai. Diante do resultado do último pleito acredito que pouco mais de 10 mil habitantes também não sabe para onde esse dinheiro vai, 17 mil estão ficando com umas migalhas e acham que estão se dando "bem".

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições