CIDADE DIGITAL


Mais uma boa análise do economista Ranulfo Vidigal

"A revolução da informação digital que predomina neste início de século gera uma forte articulação entre a economia de escalas, automação industrial e volume crescente de empregos produtivos. Neste dia 4 de julho próximo sai o Índice Brasil de Cidades Digitais – um indicador que mede o grau de cidadania digital nos quase seis mil municípios brasileiros. Nossa cidade, que sequer figurava no mapa até recentemente está colocada hoje na quadragésima sexta posição no ranking nacional.
Campos possui hoje implantada uma rede de 52 km de fibra ótica, constituindo a primeira INFOVIA MUNICIPAL (Macaé possui apenas 10 km), o que coloca a municipalidade em destaque entre as cidades de porte médio do interior brasileiro. Esta rede vai, em futuro breve, interligar todas as universidades da cidade, bem como permitir a implantação de 15 Praças Digitais, destacando-se a Praça de São Salvador, Jardim São Benedito, Praça do Liceu, entre outras.
Esta INFOVIA vai propiciar também a execução de projetos em parceria com o Governo Federal dentro do Plano Nacional de banda larga, que levará internet gratuita a custos acessíveis aos micro empreendedores individuais, ou interligar a rede de sinais de trânsito centralizando o monitoramento e controle das principais vias, de modo a dar maior celeridade ao deslocamento e evitando os engarrafamentos diários, tão frequentes na atualidade nos horários de rush.
Outra meta da prefeita Rosinha é implantar, através da INFOVIA, quiosques de autoatendimento dos serviços públicos levando o poder local a estar maior próximo do contribuinte de cidadão comum e agilizar serviços como a marcação de uma consulta médica na rede municipal de saúde, ou solicitar a matrícula de seu filho na rede escolar de Primeiro Grau.
O mundo atento à velha lição das revoluções científicas, artísticas, produtivas e políticas acompanha com grande interesse a chamada revolução molecular-digital que disponibiliza em tempo real as informações estratégicas para a melhoria da qualidade de vida do cidadão. Nossa cidade, cujo maior ativo intangível é o seu parque universitário, ganha destaque com a conclusão da INFOVIA."
 
Ranulfo Vidigal – economista, mestre e doutorando em políticas públicas, estratégias e desenvolvimento pelo Instituto de Economia da UFRJ.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições