Desaceleração econômica da China e seus desdobramentos

Notícias pelo mundo já dão conta da perda de dinâmica das exportações da China no quarto trimestre de 2011. Essa retração era esperada, já que a crise financeira e econômica americana e européia não deve poupar ninguém. Especialmente a China, que depende do mercado mundial para escoar a sua robusta produção, não conseguiria ficar isenta dessa perversa movimentação.

O Brasil precisa ficar atento a esta nova conjuntura e a Região Norte Fluminense, cujos investimentos em infraestrutura portuária a coloca numa interação direta com a conjuntura internacional, também será afetada negativamente. Decisões de investimento, contrato de parcerias, prazos já estabelecidos e a geração de emprego, serão prejudicados enquanto perdurar essa onda de desequilíbrio economico.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como um discurso descuidado induz a erros grosseiros!

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra