Movimento do emprego em novembro nos municípios com mais de 30 mil habitantes na RNF

Os municípios de Campos e São Francisco de Itabapoana começam a sofrer os reflexos do fim da safra de cana-de-açúcar. Em novembro Campos contabilizou um saldo negativo 202 empregos e São Francisco um saldo negativo de 17 empregos. Os saldos acumulados no período de janeiro a novembro, nos municípios com mais de 30 mil habitantes na RNF, são positivos com exceção de São Fidélis que contabilizou um saldo acumulado negativo de 19 empregos no período. Do total de 7.931 empregos gerados em Campos no período, o setor agropecuário gerou 3.483 ou 43,92% do total, o setor de serviços gerou 2.067 ou 26,06% do total e o setor de comércio gerou 1.354 ou 17,07% do total.
O município de Macaé gerou 11.960 empregos no período, assim distruidos: 7.359 ou 61,53% no setor de serviços, 1.648 ou 13,78% na indústria de transformação e 1577 ou 13,19% na construção civil.
O município de São Francisco de Itabapoana, acumulou um saldo positivo de 165 empregos, representados em 68,48% pelo setor agropecuário.
O gráfico apresenta a trajetória dos saldos mensais ao longo do período para Campos e Macaé. A força do setor sucroalcooleiro sobressai nos meses de abril, maio e junho, meses onde os saldos de campos superam os de Macaé em função no inicio e evolução da safra.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra