A Grande Ilusão do indicador Produto Interno Bruto

Os maiores valores de PIB per capita no Brasil são disponibilizados no gráfico, juntamente com os valores de Campos dos Goytacazes e Macaé, municípios produtores de petróleo no Rio de Janeiro.
Esses valores só confirmam a fragilidade desse indicador, quanto a sua relação com o desenvolvimento econômico. O maior PIB per capita do Brasil pertence ao município de São Francisco do Conde, no Estado da Baia, que tem 33.183 habitantes e muita pobreza. Com um PIB a preços correntes de R$11,4 bilhões, a indústria contribui com 56,60% e o setor de serviços contribui com 31,77%.
O município de Campos dos Goytacazes apresenta o maior PIB a preços correntes na comparação com outros municípios do gráfico. Em 2009 o valor alcançou R$ 19,6 bilhões com 72,79% concentrados na indústria, 24,26% na atividade de serviços e um PIB per capital de R$ 45.117,32 ou somente 12,50% do PIB per capita de São Francisco do Conde.
Na verdade os dois casos são contraditórios, já que o município da Baia gera uma riqueza substancialmente concentrada pelo funcionamento de uma refinaria, enquanto Campos gera uma grande riqueza, oriunda da produção de petróleo em alto mar que não afeta, numa proporção adequada, o bem estar da população.
Esses exemplos só confirmam que o desenvolvimento econômico local não está garantido pelos investimento exógenos em atividades tecnologicamente avançadas, como: petróleo, portos, refinarias, etc., já que os ambientes que recebem esses investimentos normalmente não estão preparados para recebe-los, enquanto que os governos não dispõe de mecanismos para auxiliar a inserção da sociedade ao processo de mudanças estabelecido.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como um discurso descuidado induz a erros grosseiros!

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra