A dependência econômica dos municípios produtores de petróleo da RNF

A variação do Produto Interno Bruto a preços correntes, nos municípios produtores do petróleo da Região Norte Fluminense, mostra de forma clara a forte dependência a indústria de petrolífera. A movimentação de altos e baixos indica que os municípios não tem nenhum controle sobre a sua economia. Observe que o PIB de Campos apresenta um crescimento de 35,29% em 2006 com base em 2005, um declínio de 8,70% em 2007 com base em 2006, um crescimento de 38,10% em 2008 com base em 2007 e uma queda de 31,03% em 2009 com base em 2008.
O município de Carapebus experimentou um aumento de 23,51% em 2006, uma queda de 8,19% em 2007, um aumento de 21,26% em 2008 e uma queda de 35,06% em 2009.
Macaé apresentou um aumento de 20,00% em 2006, uma queda de 1,25% em 2007, um aumento de 102,77% em 2008 e uma queda de 45,59% em 2009.
Quissamã apresentou um crescimento de 59,53% em 2006, crescimento de 16,12% em 2007, crescimento de 25,85% em 2008 e queda de 47,72% em 2009.
São João da Barra experimentou um crescimento de 38,05% em 2006, queda de 10,09% em 2007, crescimento de 230,56% em 2008 e queda de 24,59% em 2009.
Observe que todos os municípios experimentam uma forte queda em 2009 em função do reflexo da crise internacional e da queda do preço do petróleo no mercado internacioanal.
De forma geral, este quadro acaba ratificando a fragilidade das economias locais e, consequentemente, a inexistência de estratégias para potencializar atividades internas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições