A UENF em seu papel de extensão

Outras considerações sobre a inauguração da Unidade Agroecológica no assentamento Josué de Castro, no distrito de Morro do Coco.

Conforme pode-se verificar uma área bela e produtiva que conta o o insumo principal que é a garra, a vontade e a capacidade de integração dos assentados.

Uma primeira percepção é de que, garantido o apoio institucional, o fortalecimento do comprometimento, o exercício da perseverança, com o apoio gerencial do planejamento, associado a um profissional processo de gestão de negócios, existe uma grande possibilidade de êxito.

Experiências como esta precisam ser estruturadas, especialmente, pela condição atual da região no que diz respeito, a total dependência alimentar de importações. Na verdade, geramos empregos em outros Estados.

A bela imagem mostra o quanto esses espaços podem produzir, inclusive produtos semi processados que tem valor agregado. Esta mesa de alimentos foi produzida pelos assentados com produtos de origem da terra em que trabalham. Mataria de inveja as mesas de alimentos oferecidas pelos diversos eventos, onde basicamente são oferecidos produtos industrializados, fabricados fora da região.

Ratificando comentários anteriores, fica evidente que o uso da estratégia de planejamento, associada a uma boa estrutura de gestão, poderia libertar o campo da pobreza, além de garantir a sua inserção nesse momento de transformação industrial.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições