Royalties em setembro na Região Norte Fluminense

Os valores na tabela correspondem aos depósitos de royalties de petróleo em setembro nos municípios da Região Norte Fluminense. Dos municípios produtores, somente São João da Barra apresentou crescimento. Setembro foi maior 3,14% em relação a agosto. Os demais apresentaram queda na arrecadação em relação ao mês anterior. Campos apresentou uma queda de 2,97%, Carapebus 1,22%, Macaé 3,29% e Quissamã apresentou uma queda de 3,14%.
No acumulado, Campos ocupa a liderança com arreacadação de R$413,7 milhões no período de janeiro a setembro, seguido por Macaé com uma arreacadação de R$300,7 milhões. São João da Barra arrecadou R$94,4 milhões no mesmo período.
A região arrecadou R$101,7 milhões em setembro ou 46,78% da arreacadação total arrecadado pelos municípios do Estado do Rio de Janeiro. No período o valor acumulado somou R$905,7 milhões ou 46,76 do total no Estado.

Comentários

  1. Tanto dinheiro, pouca solução, muitos problemas, pouca imaginação...

    Como pode o restante do país viver sem esse "bônus" a mais e termos cidades mais desenvolvidas do que as do Estado do Rio? Precisamos de uma sociedade bem mais crítica em relação a aplicação desses recursos, temos que parar de polarizar e nos centrar em objetivos de curto, médio e longo prazo, os países desenvolvidos fazem isso e estão passando por crises enormes, até quando os políticos Brasileiros vão continuar usando recursos como se fossem deles?
    No caso dos Royalties, o mínimo que podemos esperar é mais transparência.

    ResponderExcluir
  2. Gerir os recursos públicos com competência é obrigação dos gestores eleitos. Infelizmente,as praticas partidarias subordinam o conhecimento e produz os resultados pífios que conhecemos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra