Área colhida de lavoura temporária e culturas na Região Noroeste Fluminense em 2009

A atividade agrícola de lavoura temporária na Região Noroeste Fluminense se apresenta mais bem distribuída do que a lavoura permanente. Do total de 13.905 hectares colhidos, 2.415 hectares ou 18% estão em Itaocara, 1.894 hectares ou 14% estão em Itaperuna, 1.864 hectares ou 13% estão em Varre-sai, 1.102 hectares ou 8% estão em Bom Jesus do Itabapoana, assim como Italva, seguidos pos São José de Ubá com 7%, Santo Antônio de Pádua e Natividade com 5%.

Na composição das culturas, a cana-de-açúcar ocupa 4.924 hectares ou 36%, milho ocupa 3.639 hectares ou 26%, feijão ocupa 2.097 hectares ou 15%, arroz ocupa 1810 hectares ou 13% e a cultura do tomate ocupa 1.310 ou 9% da área colhida total.
As culturas estão assim distribuidas por municípios:
Arroz: 13,8% em Cambuci; 13,8% em São José de Ubá; 16,6% em Itaperuna; 13,8% em Italva; 11,9% em Santo Antônio de Pádua.
Feijão: 58,2% em Varre-Sai; 11,9% em Natividade; 6,2% em Porciúncula.
Milho: 22% em Itaperuna; 16,2% em Varre-Sai; 9,6% em São José de Ubá.
Tomate: 30,5% São José de Ubá; 30,5% em Cambuci e 9,5% em Itaperuna.
Cana-de-Açucar: 40,6% em Itaocara; 12,2% em Bom Jesus do Itabapoana; 11,8% em Itaperuna e 9,1% em Cambuci.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra