O consumo fora de controle como elemento de crise econômica

A evolução do consumo agregado no Brasil alimenta uma bolha perigosa, cuja explosão pode levar a uma séria crise econômica. Pesquisas já indicam um crescimento da receita inferior ao crescimento dos gastos das famílias. Na verdade, trata-se de um processo de despoupança caracterizada pela antecipação do consumo futuro. Hoje os consumidores compram em função do valor da prestação e não em função do preço do bem, o que leva a um endividamento perigoso, já que as taxas de juros são extremamente elevadas. Neste quadro, o resultado é o empobrecimento do consumidor e o enriquecimento dos bancos. Segundo matéria da folha de São Paulo, o Banco Itau apresentou um lucro de R$3,53 bilhões, o Banco do Brasil R$2,7 bilhões e o Santander R$2,07 bilhões. Na verdade, uma parcela substancial de renda de consumo está sendo transferida para pagamento de juros.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como um discurso descuidado induz a erros grosseiros!

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra