O consumo fora de controle como elemento de crise econômica

A evolução do consumo agregado no Brasil alimenta uma bolha perigosa, cuja explosão pode levar a uma séria crise econômica. Pesquisas já indicam um crescimento da receita inferior ao crescimento dos gastos das famílias. Na verdade, trata-se de um processo de despoupança caracterizada pela antecipação do consumo futuro. Hoje os consumidores compram em função do valor da prestação e não em função do preço do bem, o que leva a um endividamento perigoso, já que as taxas de juros são extremamente elevadas. Neste quadro, o resultado é o empobrecimento do consumidor e o enriquecimento dos bancos. Segundo matéria da folha de São Paulo, o Banco Itau apresentou um lucro de R$3,53 bilhões, o Banco do Brasil R$2,7 bilhões e o Santander R$2,07 bilhões. Na verdade, uma parcela substancial de renda de consumo está sendo transferida para pagamento de juros.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições