Maior salário médio de admissão e atividade nos municípios da Região Norte Fluminense em 2010

O maior salário médio de admissão e a respectiva atividade em 2010, nos municípios da Região Norte Fluminense, indicam uma situação que não é das mais confortáveis. Por exemplo, Campos dos Goytacazes e Quissamã concentram o maior salário médio de admissão (R$1.037,55 e R$1.317,49 respectivamente) na atividade Administração Pública. Tal fato mostra uma menor relevância das atividades produtivas. Segundo a lei da oferta e da procura, a existência de uma maior dinamica nos setores produtivos leva a uma consistente demanda por trabalhadores e, consequentemente, maiores de salários.

Os municípios de Cardoso Moreira, Conceição de Macabu e São João da Barra, concentram o maior salário na atividade de construção civil. Neste caso, há de se considerar a natureza sazonal desta atividade, fato que não garante a sustentabilidade econômica local. Investimentos dessa natureza tem prazo para desmobilizar a estrutura de produção, com reflexo no desemprego.

Ao contrário, Macaé concentra o maior salário de admissão em R$3.007,73 na atividade extrativa mineral. Trata-se da industria petrolifera, cuja estrutura se dilui numa cadeia muito diversificada, o que gera uma consistente demanda por trabalho qualificado e alto valor. Este exemplo permite a ideia de sustetabilidade econômica local, independente do setor específico. O importante é a visão de que qualquer atividade de base deve ser planejada com a indução a formação de elos da cadeia produtiva e, fundamentalmente, a preocupação com a inovação em produtos com maior valor agregado. Esta é uma importante lição para qualquer espaço territorial, independente de sua vocação e recursos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como um discurso descuidado induz a erros grosseiros!

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra