O Debate sobre Corte Orçamentário e a Realidade da Região Norte Fluminense

A presente discussão sobre cortes e ajustes no Orçamento Federal de 2011, tendo em vista a necessidade de adequação as novas condições conjunturais, especialmente em relação aos índices de inflação ascendentes, motiva a investigação regional.
Olhando o processo de gestão orçamentaria nos municípios produtores de petróleo na Região Norte Fluminense, pode-se verificar as seguintes variações nas despesas correntes no período de 2010 ano base 2007. Campos dos Goytacazes apresentou um crescimento nominal 16,95% nas despesas correntes, Carapebus apresentou uma queda de 68,45% no mesmo período, Macaé apresentou um crescimento de 19,74%, Quissamã apresentou um crescimento de 3,70% e São João da Barra apresentou o maior crescimento, ou seja, 70,96% em 2010 com base a 2007.

Em relação às despesas com pessoal e encargos, Campos apresentou um crescimento de 47,24% em 2010 em relação a 2007, Carapebus apresentou uma queda de 70,91%, Macaé apresentou um crescimento de 19,06%, Quissamã apresentou um crescimento de 26,01% e São João da Barra apresentou um crescimento de 115,19% no período indicado.

A figura acima apresenta a relação percentual da despesa com pessoal / despesas correntes, onde pode-se verificar a trajetória de crescimento da presente despesa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra