Propaganda institucional e ineficiência pública

A cultura estabelecida no serviço público brasileiro define a estratégia de marketing institucional como fundamento para mascarar a ineficiência. Como não existe regulação pelo mercado para os pésssimos serviços prestados e a população não dispõe de mecanismo de organização suficiente para inibir tais distorções, os prejuízos continuam ocorrendo em larga escala para cada cidadão brasileiro. Um exemplo bem atual está na propaganda televisiva da empresa de CORREIOS que usa uma montanha de recursos para dizer .... eu e você correios e eu ........... enquanto as correspondências que não chegam nas residências, aumentando a despesa de juros e impondo a redução da renda líquida agregada que deveria ir para o consumo da população. Os exemplos são muitos e podem ser encontrados a todo momento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições