Comércio exterior de açúcar em bruto em 2010

A pressão dos preços contratuais nos negócios com açúcar em bruto, no comério internacional, derrubou fortemente o volume negociado em tonelada em dezembro de 2010. Depois de ter alcançado um volume 2.563,7 mil toneladas, o maior em todo ano, em novembro o volume negociado retraiu para 1.609,1 mil toneladas em dezembro, representando uma queda de 37,23%. A receita em dólar dos negócios em dezembro sofreu uma queda de 31,14% em relação a novembro.
Na comparação entre dezembro de 2010 e dezembro de 2009, a receita em dólares apresentou um crescimento nominal de 14,19%, enquanto o volume em tonelada retraiu 9,31%. O aumento da receita foi impactada pelo crescimento nominal dos preços contratuais em 25,9%.


A figura ao lado apresenta a trajetória dos preços contratuais do açúcar no comércio exterior em 2010. Observa-se um crescimento consistente em fevereiro e março, em relação a janeiro, com queda no período abril a setembro. A partir de outubro, observa-se novamente um consistente crescimento que vai até dezembro, onde o preço médio negociado foi o maior do ano. O bom resultado das transaçãoes de comércio exterior com açúcar brasileiro, infelizmente não apresenta contribuição importante da Região Norte Fluminense, referência fundamental em períodos anteriores. A cada ano a sua estrutura produtiva dá claro sinais de decadência, fato que provoca perda de competitividade frente à regiões mais modernas e inovativas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como um discurso descuidado induz a erros grosseiros!

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra