PIB municipal 2008

Mensagem da Fundação CEPERJ

PRODUTO INTERNO BRUTO DOS MUNICÍPIOS

O Produto Interno Bruto dos municípios do Estado do Rio de Janeiro em 2008, calculado pelo IBGE, em parceria com os órgãos estaduais de estatística, dos quais faz parte a Fundação Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro – CEPERJ/Centro de Estatísticas, Estudos e Pesquisas - CEEP, revela a distribuição regional da atividade econômica dos 92 municípios fluminenses, na qual não se observou alteração nos principais postos entre 2007 e 2008. Nos últimos anos vem se confirmando um processo de desconcentração espacial da atividade produtiva da Região Metropolitana. Assim, esta Região continuou a ter participação preponderante, porém declinante, com 70,5% em 2007 e 67,8% em 2008. As demais, ganharam participação: a Norte Fluminense (10,8% em 2007 e 13,0% em 2008); a Médio Paraíba (6,0% e 6,2%); a Baixadas Litorâneas (5,7% e 5,9%); exceto a Serrana (3,4% em 2007 e 2008). Vale registrar que nas Regiões Norte Fluminense e Baixadas Litorâneas a atividade de extração de petróleo e gás assume grande destaque e, na Médio Paraíba, é a atividade automobilística que tem mais impulsionado a economia.

Em relação ao desempenho municipal em 2008, cinco municípios destacaram-se na liderança das participações no PIB do estado e concentraram 68,1% da economia fluminense, contra 69,1% em 2007: Rio de Janeiro (47,2% em 2007 e 45,1% em 2008); Duque de Caxias (9,5% e 9,4%); Campos dos Goytacazes (7,0% e 8,5%); Niterói (3,0% e 2,7%); e Nova Iguaçu (2,3% e 2,4%). O Município de São Gonçalo, no quinto lugar em 2007, com 2,5%, perdeu essa posição para Nova Iguaçu em 2008. A participação do interior, confirmando sua trajetória de ascensão, passou de 52,8% para 54,9%, registrando acréscimo de 2,1 p.p.

Em termos do PIB per capita, ocorreram alterações nos principais municípios. Em 2007, os cinco primeiro lugares foram de Quissamã, Porto Real, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes e Armação de Búzios. Em 2008, coube a Porto Real a primeira posição, seguido por Quissamã. Já o terceiro posto ficou com São João da Barra que, em 2007, ocupava o décimo terceiro lugar. Rio das Ostras e Campos dos Goytacazes ficaram, respectivamente, na quarta e na quinta posição. Cabe lembrar que, em Porto Real, encontra-se uma montadora de veículos, enquanto que nos demais municípios ocorre a extração de petróleo.

Centro de Estatísticas, Estudos e Pesquisas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições