Qual é o Papel do Governo no Presente Processo de Transformação da Região Norte Fluminense?

É inegável que o radar do país e de uma parte do mundo está dirigido para a Região Norte Fluminense. É fácil entender tal alternativa, já que 85% do petróleo se desenvolve por aqui e o País é uma referência em tecnologia de exploração e produção de petróleo em águas profundas, o que possibilitou a descoberta de petróleo na camada pré sal. Complementarmente, a construção de um sofisticado complexo portuário no Açu em São João da Barra, cujo investimento já passa de R$ 1 bilhão, indica a forte transformação que já se iniciou. O interesse da China, uma das maiores potencias econômicas do mundo, no minério de ferro e, naturalmente, no complexo logístico em construção, mostra bem o novo momento econômico da região.
Entretanto, esses indicativos devem se constituir em elementos fundamentais de reflexão, especialmente, para os governantes. É preciso responder a pergunta: Qual é o papel do governo numa conjuntura onde consistentes investimentos exógenos perturbam o ambiente socioeconômico, gerando ameaças e oportunidades? É inegável que esses ambientes não possuem as condições ideais de inserção. Nesse caso, a formulação de políticas públicas para facilitar os processos de adaptação é essencial e deve se sobrepor às questões de política partidária. As presentes ações públicas, observadas em decorrência da transformação indicada, parece seguir outras orientações, o que deixa uma lastro de preocupação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra