Entendendo a Dinâmica do Emprego

Podemos considerar que o nível de emprego reflete o padrão de investimento num dado espaço econômico e que o investimento é realizado pelo setor público e pelo setor privado.
A nossa experiência com a análise econômica regional, mostra que o investimento privado é essencial parar gerar emprego, enquanto o investimento público é fundamental para geração de infraestrutura socioeconômica, cujo papel pode induzir o investimento privado. Os investimentos do Complexo Portuário do Açu confirmam a tese, em função da presente movimentação de emprego que coloca São João da Barra na liderança na região. Neste caso específico, a infraestrutura foi de responsabilidade da própria iniciativa privada.
Essa reflexão é importante e permite indicar que o governo local, nos espaços desprovidos de investimento privado, deve planejar ações de indução a este tipo de investimento. Esta é a alternativa de geração de emprego. Neste caso, o planejamento e uso dos recursos locais, a partir de uma consistente integração dos agentes ligados ao conhecimento, tais como: universidades, centros de pesquisas; organismos de extensão, como: a emater e orgaõs de apoio aos setores produtivos, como: Sebrae, Firjan, etc., podem reconstituir as estruturas fragilizadas, as quais não conseguem reagir com os gastos isolados do governo. Outros elementos importantes estão configurados na nova forma de organização produtiva. Estes, são: uma visão associada a cadeia produtiva, redes de cooperação e reciprocidade entre firmas, inovação tecnológica e economias de aglomeração. Naturalmente, mudanças nas práticas presentes em direção a um melhor qualificação do processo é essesncial.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra

As medidas do governo do estado e suas contradições