A trajetória do emprego nos municípios com mais de 30 mil habitantes na RNF


A movimentação de emprego nos municípios com mais de 30 mil habitantes na Região Norte Fluminense indica a manutenção de dificuldades no contexto da dinâmica econômica. Apesar da contribuição positiva de Campos dos Goytacazes em fevereiro, pela geração de 298 novas vagas, o saldo acumulado em 2010 foi negativo para os quatro municípios. Macaé ampliou o número de vagas destruidas, em função dos resultados negativos nos dois meses deste ano, assim como, São Fidélis e São Francisco de Itabapoana.
O bom resultado de Campos em fevereiro, se deu por conta do saldo positivo na construção civil, onde foram criadas 274 novas vagas, na indústria de transformação, onde foram criadas 115 vagas e nas atividades de serviços, onde foram criadas 86 novas vagas. Em Macaé, as ocupações que pesaram no saldo negativo foram: construção civil com menos 275 vagas, indústria de transformação com menos 230 vagas e comércio com menos 16 vagas. Em São Fidélis, a cosntrução civíl, a indústria de transformação e o comércio, constribuiram para o saldo negativo, enquanto em São Francisco de Itabapoana, as ocupações responsáveis pela desemprego foram a construção civil e a agropecuária.
Pelo apresentado nos dois primeiros meses deste ano, a trajetória de problemas com emprego de 2009 pode continuar em 2010 na região.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra