quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

A movimentação do câmbio em dezembro de 2009


O câmbio em 2009 apresentou o pior resultado em termos de aplicação financeira. O dólar perdeu nominalmente 25,3% no ano. Especialistas esperavam uma cotação final em torno de R$2,25 no final do ano, valor muito acima da cotação de R$1,7430 no dia 30.
A desvalorização do dólar em 2009 continua sendo uma preocupação para os exportadores brasileiros que perdem competitividade em função dos preços elevados pela valorização do real refletida nos contratos de câmbio. A região norte fluminense tem interesse na conjuntura do comérico internacional, já que se transformará num corredor de exportação importante com o funcionamento do porto do Açu.

FELIZ ANO NOVO A TODOS E MUITAS REALIZAÇÕES

São os votos do amigo, Alcimar Chagas
.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Execução Orçamentária na Região Norte Fluminense

Três municípios depositaram na base de dados da Secretaria do Tesouro Nacional, os relatórios contábeis atualizados de janeiro a outubro de 2009. O município de São João da Barra depositou o período de janeiro a junho deste ano. Os outros municípios da região não depositaram nenhum relatório deste ano.

Macaé com uma previsão de receitas correntes no ano de 1 bilhão e trinta e nove milhões, realizou 83,79% até outubro. As receitas tributárias previstas em 199,5 milhões, foram superadas em 130,70% no mesmo período, representando 25% das receitas correntes previstas. Das despesas correntes previstas em 773,1 milhões, 86,11% foram liquidadas até outubro e o investimento liquidado representou 12,94% das despesas correntes previstas.

Quissamã com uma previsão de receitas correntes no ano de 201,7 milhões, realizou 65,28% até outubro. As receitas tributárias previstas em 7,7 milhões, foram realizadas 48,99% no mesmo período, representando 1,88% das receitas correntes previstas. Das despesas correntes previstas em 173,8 milhões, 72,45% foram liquidadas até outubro e o investimento liquidado representou 4,75% das despesas correntes previstas.

O terceiro município, Cardoso Moreira, com uma previsão de receitas correntes no ano de 29,5 milhões, realizou 77,75% até outubro. As receitas tributárias previstas em 483,5 mil, foram realizadas 79,36% no mesmo período, representando 1,29% das receitas correntes previstas. Das despesas correntes previstas em 39,1 milhões, 50,99% foram liquidadas até outubro e o investimento liquidado representou 4,42% das despesas correntes previstas.

domingo, 27 de dezembro de 2009

Movimentação dos Royalties e Participações Especiais na Região Norte Fluminense em 2009

Os dados referentes as remunerações de royalties no ultimo mês de 2009 são apresentados na tabela ao lado. Campos dos Goytacazes liderou, na região norte fluminense, com R$40,2 milhões em dezembro e R$419,6 milhões no ano. Em segundo lugar, Macaé recebeu R$28,3 milhões em dezembro e R$ 294,5 milhões no ano. São João da Barra recebeu R$6,8 milhões em dezembro e R$ 73,1 milhões no ano, seguido por Quissamã com receita de R$6 milhões em dezembro e R$ 65,9 milhões no ano.
As transferências relativas a Participação Especial ao longo do ano, contribuiu para aumentar o caixa dos municípios produtores. A tabela abaixo, apresenta as parcelas trimestrais ao longo de 2009.












Relativo ao volume de Participação Especial, Campos também liderou com arrecadações trimestrais de R$101 milhões em fevereiro, R$76,5 milhões em maio, R$113 milhões em agosto e R$134,6 milhões em novembro. São João da Barra aparece em segundo lugar com arrecadação de R$16,2 milhões em fevereiro, R$16,8 em maio, R$25,5 milhões em agosto e R$26,7 milhões em novembro. Macaé e Quissamã e Carapebus completam a tabela de arrecadação de Participação Especial em 2009.

A tabela a seguir, apresenta os volumes acumulados creditados nas contas dos municípios produtores de petróleo na região em 2009.














Considerando o somatório da arracadação mensal de royalties e participação especial, Campos arrecadou em 2009 a quantia de R$844,9 milhões. Macaé ficou em segundo lugar com uma arrecadação de R$344,9 milhões, seguida por São João da Barra com R$158,5 milhões, Quissamã com R$88,8 milhões e Carapebus com R$22,6 milhões.
Para o município de São João da Barra, o volume acumulado arrecadado no ano equivale a 52,63% das receitas orçamentárias. Para Quissamã a equivalência é de 44,05%, enquanto que para Macaé é de 33,18%. Esses indicadores mostram a forte dependência de São João da Barra a fonte arrecadação de royalties.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Um Feliz Natal e Um Ano Novo de Sucesso

Desejamos a todos os amigos que compartilham de nossas discussões através desse blog, um Feliz Natal e um Ano Novo de pleno sucesso e muitas felicidades. Esperamos que o próximo ano seja o marco de um novo ciclo econômico na região, capaz de transformar as condições de subdesenvolvimento e exclusão hoje muito presente na vida de muitas famílias. Que esse novo ciclo possa melhorar a condição de desigualdade existente e criar bem estar social através de maior nível de emprego e renda.
Finalmente, que os gestores públicos possam ser iluminados com mais sabedoria de forma a se inserir melhor nesse novo momento da região. Um grande abraços a todos do amigo
Alcimar Chagas.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Movimentação de emprego nos municípios da RNF com menos de 30 mil habitantes

A movimentação do emprego em novembro na região norte fluminense, nos municípios com menos de 30 mil habitantes, acentua a liderança de São João da Barra. Só como lembrança, os investimentos do complexo portuário do Açu se desenvolvem no município que não responde as previsões iniciais sobre o quantitativo de emprego gerado. Conforme o gráfico abaixo, de junho a novembro os saldos entre admissões e desligamento tem sido negativos.












Os outros municípios desse grupos não apresentam resultados mais representativos. Quissamã acaba sobressaindo em função dos resultados excessivamente negativos. São 69 vagas destruidas no ano, apesar dos projetos de atração de negócios e a robusta receita de royalties. Realmente é um caso que merece uma avaliação mais aprofundada.

domingo, 20 de dezembro de 2009

O êxodo de moradores nos municípios do norte e noroeste fluminense

O combate a fuga de moradores nos municípios das regiões norte e noroeste fluminense deve receber novas abordagens. O discurso genérico de investimento na agricultura, pecuária, turismo, etc., não quer dizer nada. É preciso pensar estratégicamente o ambiente municipal ou os ambientes integrados e seus recursos tangíveis e intangíveis, de forma a poder desenhar formas de organização produtivas mais adequadas a realidade de cada município. Essa organização produtiva precisa apresentar traços inovativos com caracteríticas integrativas das atividades primárias, secundárias e terciárias. Outro aspecto importante é a orientação em direção a ação coletiva, através da interação entre organizações públicas e privadas. A estratégia deve fomentar a formação de capital social, gerar e disseminar informação e conhecimento.

sábado, 19 de dezembro de 2009

Vale a pena conferir o Bistrô Galeria


O Bistrô Galeria está funcionado de quarta a sábado a partir das 18 horas. Petiscos de qualidade e drinks especiais são servidos, assim como a cerveja bem gelada. Por lá tem aparecido muitos amigos para desfrutar do conforto desse novo espaço de lazer. Veja a seguir a localização e como chegar. Trata-se de um bairro totalmente residencial, tranquilo e com uma boa infra-estrutura.
Vale a pena conhecer!






sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Boas praticas de comércio

Parabéns a São Francisco de Itabapoana pela preocupação com as boas praticas de relacionamento no comércio, agindo na organização das relações entre fornecedores e consumidores. Lá existe CDL e foi estruturado recentemente o Procon. Outros municípios da região poderiam se espelhar.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Análise do Emprego nos Municípios da RNF com mais de 30 mil habitantes em novembro

A trajetória do emprego na Região Norte Fluminense mantém Campos dos Goytacazes na liderança com um saldo acumulado de 2.231 empregos líquidos em novembro deste ano. Pode-se observar um volume 2.862 desligamentos no mês, dos quais 1.096 ocorreram no setor agropecuário, negativando o saldo em novembro. Tal fato está relacionado ao fim da safra de cana-de-açúcar.
O município de Macaé apresentou uma leve melhora em relação aos meses anteriores, já que em novembro o impacto dos desligamentos foi menor. Desta forma, o saldo acumulado no período alcançou 391 empregos líquidos, bem menor do que o saldo gerado em Campos.
São Fidélis, manteve o saldo acumulado negativo em 864 empregos perdidos e São Francisco de Itabapoana evoluiu aumentando o saldo acumulado para 136 empregos líquidos.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

A presença do Estado nos Municípios do Brasil. O perfil da Região Norte Fluminense



O Instituto de Economia Aplicada (IPEA), apresentou os resultados da pesquisa sobre a presença do Estado no Brasil: federações, suas unidades e municipalidade. Indicadores como educação, saúde, segurança pública e previdência social foram analisados, aflorando as dificuldades, especialmente, nos municípios mais carentes. Por exemplo, foi detectado que somente 157 municípios do país possuem estabelecimentos de ensino superior, isso representa 2,8% do total dos municipios no país. Desses, 23,6% concentram-se em São Paulo, caracterizando concentração geográfica de universidades públicas.
A tabela acima apresenta indicadores de população, área, número de famílias pobres, PIB per capita e o número de funcionários públicos para os municípios da Região Norte Fluminense.
Com base nesses dados calculamos o percentual representativo do número de familias pobres em relação a população, para identificar o peso relativo da pobreza nos municípios da região. Pudemos verificar que São Francisco de Itabapoana é o o município mais pobre da região, já que apresentou o maior percentual, 7,36%. Em segundo lugar aparece Cardoso Moreira, com um percentual de pobreza de 6,91%. A seguir surgem Conceição de Macabu com 5,82%, São Fidélis com 5,77%, São João da Barra com 5,72%, Quissamã com 5,22%, Carapebus com 4,98%, Macaé com 4,66% e Campos dos Goytacazes com 4,27%, apresentando o menor padrão na região. Pode-se observar que os municípios produtores de petróleo apresentam padrões de pobreza em menor escala.
Como forma de comparação, levantamos os mesmos padrões para alguns municípios de São Paulo. Ribeirão Preto apresentou um percentual de 2,14%; Americana 2,22%; Bauru 2,40%; São Carlos 2,46% e Piracicaba 2,72%, o que demonstra uma condição diferenciada da correspondente a região fluminense. Há de se considerar que os municípios indicados em São Paulo não recebem royalties de petróleo.
A comparação entre os indicadores dos municípios fluminenses e paulistas mostra a participação do poder público na busca de melhores condições socioeconômicas em seus espaços . Quanto melhor o resultado, maior o exito da gestão pública.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Movimentação bancária em setembro de 2009

A movimentação bancária em setembro nos municípios da Região Norte Fluminense, conforme figura ao lado, apresenta variações importantes. Em relação as operações de crédito nos municípios produtores de petróleo, pode-se observar um crescimento de 3,66% em Campos, 4,66% em Carapebus, 6,88% em Macaé, 2,56% em Quissamã e 1,83% em São João da Barra.
Quanto ao volume dos depósitos a vista do setor privado, observa-se redução em diversos municípios. O gráfico a seguir apresenta as variações do depósito a vista privado de setembro em relação a agosto. Dos municípios produtores de petróleo, somente Campos e Macaé apresentaram variação positiva. Carapebus teve o saldo de depósito a vista privado reduzido em 33,95%, Quissamã apresentou queda de 17,95%, Conceição de Macabu 15,09% e São João da Barra 14,12%.


quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Comércio Externo do Minério de Ferro do Brasil


A exportação brasileira de minério de ferro ainda amarga os reflexos da crise financeira internacional de setembro do ano passado. O mês de novembro deste ano raticou a trajetória de declínio com queda do volume exportado de 14,69% em relação a outubro. O valor bruto em dólares caiu 13,91% no mesmo periodo, enquanto o preço por tonelada apresentou um leve crescimento de 0,67%.
O gráfico a seguir apresenta toda a evolução a partir de outubro de 2008, mês seguinte a explosão da crise no Estados Unidos da América.


segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Cotações diária do dólar em dezembro

As cotações do dólar comercial e do dólar paralelo são apresentadas na figura ao lado. Os primeiros dias do mês de dezembro apresentaram uma tendência de queda. No dia primeiro foi registrada a maior queda do mês. O dólar comercial caiu 1,76% em relação ao último dia de novembro e o dólar paralelo caiu 1,6. Somente no quarto dia do mês verificou-se uma certa recuperação.


O gráfico a seguir apresenta a evolução das cotações no mês de dezembro.


Evolução da exportação brasileira de açúcar bruto em 2009

A exportação brasileira de açúcar bruto em novembro apresentou uma boa dinâmica. O volume exportado, na casa de 1.853 mil toneladas superou outubro em 8,70%. O valor da receita de US$745,5 milhões superou outubro em 17,99%, refletindo a elevação do preço por tonelada. O preço de US$402,3 por tonelada em novembro superou o mês anterior em 8,7%.
O gráfico a seguir apresenta a evolução dos preços praticados ao longo dos onze meses do ano.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Como Miracema, é necessário olhar para a agricultura familiar















A iniciativa do município de Miracema, através da secretaria de meio ambiente e desenvolvimento agropecuário, de implementar um novo modelo de organização para a agricultura familiar com característica integrada e sustentável, deve servir de exemplo para toda região. Esse tipo de organização muito se parece com o modelo mandala. Trata-se de um sistema de irrigação circular de baixo custo que facilita a produção de alimentos de subsistência. Conhecida também como unidade familiar de produção agrícola sustentável a mandala possui um tanque, com capacidade para até 30 mil litros de água, abastecido por cisterna ou açude. Ao redor do tanque, são cultivados alimentos básicos como feijão, arroz, mandioca, batata, hortaliças e frutas. O importante é que modelos com essas caracteristicas fortalecem o empreendedorismo e induzem a inovação. A participação do poder público como comprador dos produtos para escola e outras instituições garante a evolução do projeto. Importante é acreditar que é possível a inserção de pequenos negócios quando se tem estratégias como a associada ao presente modelo de organizção produtiva.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Bistrô Galeria: um novo conceito em gastronomia em São João da Barra

No contexto das transformações de ordem econômica em São João da Barra, surge mais um negócio do setor de serviços. Trata-se do Bistrô Galeria, empreeendimento que define em sua missão a materialização de um novo conceito em gastronomia. O negócio está baseado na estratégia da inovação e na busca permanente por diferenciação. Fundamentos como o respeito pelo cliente, a busca contínua da qualidade e o esforço de cooperação com os parceiros dão o norte as ações, segundo os dirigentes.
O Bistrô funcionará de quarta a sábado a partir das 18 horas com grande diversidade de drinks e bebidas, além de petiscos de qualidade e pratos quentes. O ambiente agradável e confortável completa essa nova alternativa, que para os dirigentes, é o diferencial que os moradores e visitantes merecem.
O Bistrô Galeria será inaugurado no dia 11 de dezembro, sexta feira, as 18 horas.

O mapa a seguir indica a localização.



terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Seminário de Desenvolvimento Regional do Norte Fluminense

Será realizado nos próximos dias 2 e 3, no Centro de Convenções da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), em Campos dos Goytacazes, o Seminário de Desenvolvimento Regional do Norte Fluminense. O objetivo do evento é discutir o crescimento socioeconômico da região a partir dos investimentos privados e conhecer as políticas de desenvolvimento orientadas pelos governos federal, estadual e municipal.
Programação do evento:
Dia 2 (Quarta-feira)
17h30 - Credenciamento - Hall de entrada do auditório, nº 1 da Uenf18h - Cerimônia de abertura18h30 – Gestão compartilhada para o desenvolvimento regionalPalestrante: João de Paula – Consultor especializado em desenvolvimento regional19h30 – A importância de programas de desenvolvimento regional na agenda das políticas governamentaisPalestrante: Paulo Pitanga do Amparo – Diretor da Secretaria de Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional
Dia 3 (Quinta-feira)
9h – Decisão Rio 2010 / 2012Palestrante: Cristiano Prado – Gerente de novos investimentos da Firjan9h45 – A importância da política estadual para o desenvolvimento regionalPalestrante: Representante da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviço10h15 - Potencialidades e oportunidades de negócios para o desenvolvimento do Norte fluminensePalestrante: Antônio Batista – Gerente da Área de Desenvolvimento Territorial do Sebrae/RJ11h30 – Debate: Construindo uma agenda positiva para o biênio 2010/2011Moderador: Orlando Thomé13h – Almoço Livre14h – Encontro de negócios
O Seminário é uma realização do Sebrae/RJ em parceria com a Firjan; Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços; Prefeitura de Campos dos Goytacazes; Ministério da Integração; Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf); Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos e Associação Comercial e Industrial de Campos dos Goytacazes.