Produzir alimentos pode ser estratégico para o desenvolvimento regional

Matéria do Jornal do Brasil apresenta o resultado de um estudo da Ernest & Young do Brasil e Fundação Getúlio Vargas, que indica que o Brasil, comparativamente aos seus principais concorrentes, é o país que obteve a maior produtividade no setor de agronegócio nas últimas três décadas, na casa de 2% ao ano. No mesmo período os EUA cresceu 0,8% e a China 1,8%. O agronegócio representa produção de alimentos, setor em que a Região Norte Fluminense é importadora.
Este setor é fundamental para a geração de trabalho. No Brasil, por conta do agronegócio estão envolvidos 27 milhões de empregos e a sua riqueza representa nada menos que 1/3 do Produto Interno Bruto. De toda exportação do país o setor contribui com 42%.
O gráfico a seguir apresenta o percentual de crescimento dos saldos comerciais no período de 2000 a 2008.














Que esses indicadores possam iluminar os governantes da Região Norte Fluminense de forma a permitir boas intervenções na economia regional.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra