Execução orçamentária do primeiro bimestre de 2009 em São João da Barra

Os indicadores da execução orçamentária do primeiro bimestre de 2009, no municío de São João da Barra, permitem a seguinte leitura: As receitas correntes executadas no valor de R$36,9 milhões ficaram um pouco abaixo da média prevista, em torno de R$ 54,5 milhões. O mesmo pode-se dizer em relação as transferências que, segundo o valor orçado, no primeiro bimestre deveria ter sido executado um percentual próximo dos 15% do valor total. Entretanto, considerando que o mês de fevereiro é menor e apresenta uma natureza especial, esses desvios não comprometem. Porém, dois indicadores chamam a atenção. As receitas tributárias, com execução de 33,5% da receita total orçada, mostra a dinâmica recolhedora, em função das obras do Porto do Açu. A execução no bimestre superou a média em torno de duas vezes. Na outra ponta, surge o baixo dinamismo do indicador investimento. O município investiu somente 0,7% do total orçado para todo o ano, muito abaixo da média esperada para os dois meses, em torno de 15%. O comportamento do investimento nos dois primeiros meses de 2009, segue a trajetória dos últimos anos, ou seja, irrelevante já que o custeio absorve quase todo o orçamento, caracterizando disperdício de recursos escassos.


O gráfico ao lado apresenta a evolução da receita tributária no município no período de 2005 a 2009 (para este ano foi considerado uma previsão com base na média do primeiro bimestre). Conforme pode-se observar, com o início das obras no final de 2007, a arrecadação desse grupo de receita já começa a evoluir. Em 2006, considerando como ano base 2005, o crescimento dessa receita foi 6,3%. Já em 2007, ano base 2006, o crescimento chegou a 49,3%. Em 2008, ano base 2007, o crescimento alcançou 227,6% tendo em vista uma maior maturidade do investimento. Em 2009, o crescimento previsto é 65,95% em relação a 2008.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SITUAÇÃO DA PECUÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EM 2012

São João da Barra: uma coletividade oprimida politicamente que dá sinais de reação

Porto do Açu em alta e deterioração do comércio em São João da Barra