Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2009

Atividade Pecuária na Região Norte Fluminense

Imagem
O rebanho bovino da região norte fluminense, na ultima verificação do IBGE em 2007, contabilizou um efetivo de 600.953 cabeças, 28,91% do efetivo rebanho do Estado do Rio de Janeiro. Podemos entender como uma participação pequena e com forte concentração no município de Campos dos Goytacazes, ou seja, 235.849 cabeças, o equivalente a 39,25% do total da região. Tal concentração se fundamenta em função da extensa área territorial do município de 4.032 km2, o que lhe permite uma ampla área de pastagem. O segundo rebanho pertence ao município de São Fidélis com 77.815 cabeças, 12,95% do total da região, seguido por São Francisco de Itabapoana com 77.315 cabeças. Uma análise da atividade segundo a relação rebanho / área de pastagem, permite encontrar um indicador de produtividade para cada município. O quadro a seguir demonstra esses indicadores:



Conforme podemos verificar, os melhores resultados na relação proposta são de Carapebus e Conceição de Macabu com 4,04 e 3,10 cabeças por hectare…

Curso de capacitação movimenta comerciantes em São João da Barra

Imagem
Comerciantes de São João da Barra tem a oportunidade de participar de curso de capacitação oferecido do Instituto Multidisciplinar de Qualificação Profissional e Empresarial. O curso tem duração de quatro semanas, está sendo ministrado nas instalações do Instituto e apresenta conceitos e técnicas de gerenciamento de empresas. O conteúdo proposto discute temas importantes como: o conceito de empresa; o papel da pessoa física e da pessoa jurídica; a contabilidade como sistema de informação gerencial; a estrutural patrimonial da empresa; a demonstração de resultados das operações; técnicas para apuração de estoques e custo; planejamento operacional e financeiro; técnicas de orçamento de caixa e plano de negócios. O curso teve inicio em 19 de maio e está previsto o encerramento para 16 de junho. Os resultados parciais têm sido bastante positivos em função do aprendizado em bom termo e da dinâmica de participação dos envolvidos.

Verificação do Postulado Pós-keynesiano de preferência pela liquidez na economia norte fluminense

Imagem
Pesquisa do professor Alcimar Chagas sobre a movimentação financeira nos municípios da Região Norte Fluminense considerou o comportamento dos depósitos e créditos para medir o grau de preferência pela liquidez do público (PLP) e dos bancos (PLB). A análise se baseou no preceito teóricos pós-keynesiano, o qual considera que padrões indicativos de alta preferência pela liquidez são definidores de dificuldades do sistema econômico local, já que o nível de investimento na atividade real se deprime pela insuficiência de crédito.
Alguns trabalhos publicados têm validado o postulado em análise, especialmente em suas aplicações nos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Grandes Regiões do Brasil. No caso específico da Região Norte Fluminense, considerando a natureza especial do município como Macaé, que opera um sistema econômico diferente dos outros municípios, pois existe no local a atividade petrolífera que produz 85% do petróleo do país, os resultados não validaram por completo a teoria.
A pe…

Compensação financeira de royalties em maio na Região Norte Fluminense

Imagem
Os municipios da Região Norte Fluminense receberam no último dia 20 os valores relativos a compensação financeira de royalties de competência de março deste ano. Dentre os municipios produtores, Campos dos Goytacazes ficou a maior parcela, valor equivalente a R$31.652 milhões, Macaé recebeu R$22.459 milhões, São João da Barra recebeu R$5.283 milhões, Quissamã R$4.973 milhões e Carapebus recebeu R$1.796 milhão. As remunerações de maio, nesses muncipios, superaram a média mensal do ano, acompanhando o crescimentodo do preço do petróleo bruto.
O quadro abaixo apresenta os valores por município da Região.
















Fonte: ANP

A trajetória de evolução do preço do petróleo mostra o início de recuperação em março, e a considerar a conjuntura atual, existem claras indicações de boa espectativa para o resto do ano. Essse quadro favorável garante a esses municipios substanciais receitas de transferência dessa compensação. Veja a seguir, o gráfico de evolução do preço do petróleo bruto.














Fonte: FMI

O quadro a s…

Movimentação do trabalho na Região Norte Fluminense

Imagem
Os indicadores de trabalho admissão, rescisão e saldo nos municípios da região norte fluminense, no mês de em abril, mostram a importância das atividades econômicas que puxam o emprego formal e geram externalidades substantivas. Na análise em termos de saldo de trabalho, o município de Campos os Goytacazes apresenta o melhor resultado, em função da atividade canavieira que possibilitou a formação de 1.008 postos de trabalho liquido neste mês, ou seja, 2.620 admissões contra 1.612 desligamentos. O município de Macaé aparece em segundo lugar contabilizando 3.477 admissões contra 3.304 desligamentos, gerando um saldo de 173 vagas, cujo reflexo está na atividade petrolífera. Em terceiro lugar aparece o município de São João da Barra com um saldo de trabalho de 102 vagas, apuradas em função de 226 admissões contra 124 desligamentos no mês, cuja base econômica são os investimento no porto do Açu.
É importante observar que das três atividades em discussão, somente a atividade canavieira repre…

Porto do Açu em São João da Barra

Imagem
Os investimentos na construção do porto do Açu, no município de São João da Barra, tem fomentado diversos interesses de negócios mundo a fora. Os mais recentes estão indicados no memorando de intenções assinado, nesta terça feira, entre a LLX e a MMX com a empresa chinesa Wuhan Iron and Steel (wisco). Esta aproximação representa uma potencial parceria comercial e estratégica que pode incluir a construção de uma usina sideúrgica integrada de 5 milhões de toneladas na área do porto, além de outros negócios, como a aquisição de participação acionaria na MMX pelos chineses, fornecimento de minério pela MMX e serviços portários. Conforme pode-se verificar, este município com, aproximadamente, vinte e oito mil habitantes passa por um momento de transição importante e precisa se profissionalizar para inserir a sua população nesse processo. Entretanto, algumas deficiências de infraestrutura são claramente observadas, o que alimenta as preucupações presentes, notadamente, na segurança pública, …

um novo olhar sobre o setor sucroalcooleiro

Nos últimos dias o setor sucroalcooleiro voltou a ficar em evidencia na mídia regional. Motivo: a antiga preocupação sobre a trajetória de decadência setorial e a insistente reivindicação de ajuda governamental como panacéia para todos os problemas. Uma pergunta seria: é justo usar recursos públicos em uma atividade comprometida por todo tipo vícios, fruto da proteção histórica e do individualismo predatório, enquanto parcela da sociedade desprotegida está excluída do contexto de bem estar? Avaliando o percurso histórico a resposta é não, já que este setor se acomodou a praticas protecionistas e não deu a sua contrapartida. Informações atuais indicam que as unidades produtivas quebram todo tipo de contrato, geram desconfiança e contribui para o aprofundamento da pobreza. Os quatro mil processos trabalhistas em tramitação e a negação de outros direitos dos trabalhadores talvez ajudem a entender a questão.
Quanto a importância do setor, poderíamos dizer que qualquer investimento capitali…

Participação municipal no ICMS

Imagem
As oscilações verificadas na receita de royalties dos municípios produtores de petróleo têm chamado a atenção para a necessidade de uma melhor gestão financeira, especialmente no que diz respeito ao item receitas próprias. A fragilidade desse item em todos os municípios da região norte fluminense é evidente e contrasta com uma superestrutura administrativa que consome recursos permanentes e provisórios. Esta situação delicada deixa esses municípios sempre em estado de alerta, em função das mudanças econômicas conjunturais como: variação do preço do petróleo, tendência de mudança na matriz energética, pressão por redistribuição da compensação, etc.

Em nossa matéria anterior falamos sobre alternativas de arrecadação e sustentabilidade financeira e nos referimos aos benefícios do ICMS verde. Complementarmente, vamos abordar o tema transferência de ICMS. As receitas correntes municipais são constituídas pelos impostos e taxas recolhidos internamente e pelas transferências institucionais vi…

ICMS verde como alternativa de captação de recursos nos municípios

Imagem
A dificuldade no manejo da informação tem representado um limitador para o desenvolvimento dos municípios da região norte fluminense. Esses municípios não têm observado as oportunidades potenciais do esforço de descentralização dos governos Federal e Estadual. Inversamente ao que muitos governantes pensam, as oportunidades são cada vez maiores para o desenvolvimento de políticas endógenas de desenvolvimento local. Neste artigo vamos discutir especificamente a oportunidade do município implementar uma política de gestão sustentável a partir dos recursos do ICMS verde.

Conceitualmente, trata-se de uma ferramenta econômica inovadora, criada com o objetivo de incentivar a proteção ao ambiente, a partir do estabelecimento de critérios de conservação ambiental. A fonte de recursos é Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), cuja base de distribuição aos municípios se da segundo a Constituição Federal, respeitando a seguinte divisão: 25% da arrecadação são repassados aos muni…

Fortalecimento do Setor Canavieiro no Norte Fluminense

Os municípios de Campos, Quissamã e São João da Barra estão se mobilizando para fortalecer o setor canavieiro na região. As ações divulgadas nos jornais repetem o velho receituário: vamos ofertar mudas de qualidade aos produtores e cursos de capacitação. Insistimos que ações isoladas como essas, não costumam apresentar resultados efetivos para a necessária transformação setorial. É importante construir um entendimento mais ampliado sobre o setor, de forma que as estratégias possam contemplar problemas de natureza diferente dos que são tratados correntemente. Já nos referimos aos problemas oriundos das dificuldades no contexto relacional. Temos visto que a integração de aspectos sociológicos, antropológicos e sociólogos a teoria econômica pura, tem possibilitado a evolução de modelos diferenciados do modelo único de acumulação de capital com coordenação de mercado.
Entretanto, ignorando tal avaliação, o município de São João da Barra apresenta, como alternativa de fortalecimento do seto…

Desperdício dos Royalties na Região Norte Fluminense

Imagem
Na discussão anterior vimos a participação relativa da despesa de investimento dos municípios da região na receita orçamentária. Entretanto, outra análise importante é verificar a participação da mesma despesa de investimento na receita de compensação de royalties. A compensação sobre exploração de petróleo (royalties), recebida pelos municípios, pelo fato de ser temporária deveria ser gasta em investimento de infra-estrutura básica, de forma a fomentar novos investimentos privados, além de criar as condições necessárias para a população obter uma melhor qualidade de vida. Assim, podemos entender que usar esses recursos no custeio é optar por um processo de gestão pública ineficiente. O quadro a seguir, apresenta a medida de ineficiência no trato da questão. Fonte: Secretaria do Tesouro Nacional Esses indicadores refrentes a 2007, permitem uma leitura sobre a parcela dos recursos de royalties que é consumido no custeio, mostrando assim, o grau de ineficiência da gestão pública. Tal fa…
Imagem
O baixo padrão de investimento na Região Norte Fluminense Investimento em economia é o esforço de aquisições de bens de capital pelas empresas (planta industrial e equipamentos, construção residencial, etc.), os quais irão incrementar a produção futura. Neste caso o setor privado é motivado por indicações do poder público que é responsável pela implementação de políticas governamentais. Assim, é coerente imaginar que paises ou municípios que gerenciam melhor os seus recursos orçamentários consigam estruturar um ambiente mais saudável para o investimento privado. Um alto nível de investimento, por sua vez, garante mais emprego, mais renda e mais crescimento econômico.
Investigando o padrão da despesa de investimento dos municípios da região norte fluminense em 2007, observa-se que esses municípios não parecem muito preocupados com o futuro, já que consomem quase todo a receita orçamentária com o custeio imediato, ou seja, com as despesas rotineiras de manutenção da máquina pública. Isso …

A pobre visão competitiva do setor ceramico de Campos dos Goytacazes

O sindicato da industria cerâmica de Campos divulgou a decisão de praticar um preço único de R$ 160,00 na comercialização do milheiro de tijolo, fato que materializa o atraso do setor. O primeiro grande equívoco está na fundamentação da proposta, ou seja: teoria da seleção natural. Segundo o sindicato, a partir dessa estratégia, sobreviverão aqueles que se adaptarem as condições do ambiente.
Esta postura me parece bastante contraditória, já que tal fato não reflete concorrência e sim a quebra da mesma para formação de um Cartel. Conceitualmente, trata-se de um acordo explicito ou implícito entre concorrentes para fixação do preço do produto. Inclusive tal pratica costuma ocorrer em um mercado oligopolista, onde opera um numero pequeno de produtores.
O atraso se configura ainda na punição das cerâmicas associadas que não seguirem o que eles chamam de pactuação. Neste caso, as mesmas seriam desfiliadas da organização. Segundo os dirigentes do sindicato, os problemas que motivaram esta dec…

Turismo ecológico

Imagem
A estratégia em usar recursos naturais locais para potencializar desenvolvimento econômico faz parte do moderno receituário utilizado em todo mundo. O município de São João da Barra, neste aspecto, é privilegiado em função da beleza do seu delta, dentre outros recursos naturais, que devem possibilitar o fomento de atividades para a geração de riqueza. Atualmente a atividade econômica desenvolvida no rio Paraíba é a pesca artesanal que se encontra em franca decadência, em função do processo de sobrepesca e da alta poluição do seu leito. A escassez do produto pesqueiro tem contribuído para o aprofundamento da pobreza, já que o pescador apresenta uma certa dificuldade em mudar de atividade.
Assim, o exercício de pensar estrategicamente atividades no contexto do turismo ambiental pode contribuir para reverter o atual quadro de paralisia da economia local. As imagens abaixo confirmam a beleza natural do delta da bacia do Rio Paraíba do Sul no município de São João da Barra.


Fotos: Carlos A. A…
A INFLUÊNCIA DO CAPITAL RELACIONAL NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

* Alcimar Chagas Ribeiro, economista, D Sc.

Pensar desenvolvimento econômico a partir de um modelo único é negar as diferenças entre países, regiões ou mesmo espaço territorial. A diversidade econômica observada em cada ambiente define as características de cada lugar e a sua capacidade de potencializar uma ou outra atividade econômica. Na verdade, o que se verifica, através das experiências empíricas, é um conjunto de formas de organização produtiva que, quando bem articuladas a um eficaz processo de gestão, possibilitam uma certa condição de bem estar local, identificada na aceleração do produto, do emprego e da renda. Como conseqüência, os padrões de negócios, tecnologia e gestão, seguem a natureza do ambiente econômico em questão, ratificando a visão de que o bem estar e a felicidade de um povo não se configuram somente através de um modelo padrão.
Esta é a premissa que define a importância da ampliação do es…

Setor sucroalcooleiro fluminese

O setor sucroalcooleiro fluminense, apesar da evidente decadência, continua muito importante para a região norte fluminense. Segundo dados da CONAB (2008), em Castro e Ribeiro (2009), na safra de 2008 foram moidas 3,6 milhões de toneladas de cana. Este valor ficou abaixo da média estadual que é de 4,8 milhões de toneladas e representa 0,9% de toda cana da região sudeste. O artigo de Castro e Ribeiro (2009), indica que na safra de 2008 esta parte da cadeia produtiva operaou com 10.000 fornecedores de cana, 10.000 trabalhadores, 6 usinas e uma distilaria, além de organizações de apoio como: universidades, sindicatos, associações e cooperativas.

Caracterização da região norte fluminense

A região norte fluminense é constituida dos seguintes municípios: Campos dos Goytacazes, Carapebus, Cardoso Moreira, Macaé, Quissamã, São Fidélis, São João da Barra, São Francisco de Itabapoana e Conceição de Macabú. O Produto Interno Bruto contabilizado em 2005 somou R$9.234.002.000,00 (nove bilhões, duzentos e trinta e quatro milhões e dois mil reais) para um PIB per capita no mesmo ano de R$12.282,38 (doze mil duzentos e oitenta e dois reais e trinta e oito centavos). A população residente estimada para 2009 é de 796.772 habitantes (CIDE, 2007) .